Terça-feira, 25 de junho de 2019
Ano XXXI - Edição 1563
(55) 3535-1033
jsemanal@jsemanal.com.br
diagramacao@jsemanal.com.br

A Coluna do J

31/07/2015 - Por J Moraes
Tweet Compartilhar
CRISE DE BOM SENSO: As crises econômica, política, ética e moral, enfim, a crise em que estamos mergulhados, escancaram mais uma vez a pequenez dos políticos brasileiros. Nesse momento em que todos deveriam estar unidos, pensando nos graves problemas que afligem a população, tem gente torcendo contra e procurando tirar vantagem da situação. A maioria dos partidos de oposição está pregando "o quanto pior, melhor". Querem ver o circo pegar fogo. Quem paga a conta é o povo.

CADÊ O ESPÍRITO PÚBLICO?
Num país de políticos sérios, altruístas com ideais, pensamentos e ações voltadas para o interesse da sociedade, certamente estariam unidos na busca de soluções. Mas aqui não. Não temos políticos com essa grandeza, com raríssimas exceções. Então, enquanto situação e oposição vão se digladiando, num espetáculo triste e deprimente, o país vai afundando e o povo sofrendo.

AQUI NA REGIÃO, algo semelhante, guardadas as devidas proporções, está acontecendo. Três municípios estão disputando há 20 anos a construção de pontes internacionais: Itaqui, Porto Xavier e Porto Mauá. Todos sabem que não existe a mínima chance das três serem construídas. Então, cada um puxa brasa para o seu assado. Os deputados que têm o poder e o dever de viabilizar a obra junto aos governos do Estado e da União, para não desagradar um ou outro, ficam "ensaboando" todos, e nada acontec

A CRISE que assola o Rio Grande, proporcionalmente, o Estado mais endividado do país, poderia ser menor se os governos anteriores tivessem feito pelos menos um pouco do que o Sartori vem fazendo. Até poderíamos estar em crise, mais certamente, com reflexos bem menos dolorosos para os gaúchos. Da mesma forma, se a presidente tivesse tomado as medidas necessárias no momento certo, há dois ou três anos, não estaríamos nessa situação.

BOA NOTÍCIA: O que era esperado se confirmou. O entendimento entre o hospital e os municípios para manter o serviço de Urgência e Emergência junto ao Hospital São Vicente de Paulo. As partes cederam e chegaram ao entendimento. Agora, a comunidade espera que a qualidade do atendimento seja mantida. Muita gente reclama, não da qualidade do atendimento, que é ótimo, mas da demora. Dizem que, muitas vezes, a espera  pode demorar mais de uma hora. Ora, isso não é atendimento de urgência e emergência.

CALIBRANDO - MÁRIO MACHADO e Marcelo Dahmer voando baixo. ESPERANÇA: Combate ao Parkinson e ao Alzheimer com avanços importantes nos últimos tempos. EMPÓRIO TUTUI fazendo a diferença. Vale a pena conferir. BURAQUEIRA saudando os motoristas na ERS 342. A PROPÓSITO, que notícia me dão do frio? AGOSTO chegando, só de pensar, dá calafrios.

ÓTIMO FIM DE SEMANA de "Expresso 2222", "Sem lenço e sem documento", curtindo Gil e Caetano.



Indicar a
um Amigo

Comentários

Deixe a sua opinião

Veja Também

23/12/2016   |
16/12/2016   |
12/12/2016   |
02/12/2016   |
25/11/2016   |
18/11/2016   |




Todos os direitos reservados - Jornal Semanal - Três de Maio - RS