Domingo, 25 de junho de 2017
Ano XXIX - Edição 1462
(55) 3535-1033
jsemanal@jsemanal.com.br
diagramacao@jsemanal.com.br

Ser ou não ser...

14/08/2015 - Por Arlete Salante
Tweet Compartilhar
O Prof. Dr. Leandro Karnal no Café Filosófico (disponível na íntegra pelo Youtube, 1h52), fala do primeiro homem moderno, aquele que pensa por ele mesmo, Hamlet de Shakespeare, escrito por volta do ano de 1600.

Há vários recortes na sua palestra, mas sucintamente pode-se dizer da importância da originalidade da mente de cada humano e da desmistificação dos sistemas; do valor da companhia de bons livros; reflete-se sobre a sociedade usando internet e facebook e a mediocridade dos comportamentos exibicionistas; as vaidades, a loucura, a lucidez, a distância do discurso com a prática; os comportamentos corruptos no cotidiano; traz o poder do Eu como soberano; fala sobre a ordem e o amor; sobre as pessoas que enganam os outros aparentando ser o que não são; sobre a melancolia e a consciência humana  consciência no amadurecimento,  enfim, assistam o vídeo: Hamlet de Shakespeare e o mundo como palco - e divirtam-se com o historiador.

Talvez os conselhos shakespearianos (lógicos e coerentes) inaugurem a autoajuda, e servem para provocar a inteligência, esta que todos possuem, independente do sexo:

- não expressar tudo que se pensa;
- ouvir a todos, mas falar com poucos;
- ser amistoso, mas nunca ser vulgar;
- valorizar amigos testados, mas não oferecer amizade a cada um que aparecer na sua frente;
- evitar qualquer briga, mas se for obrigado a entrar numa, que seus inimigos o temam;
- usar roupas de acordo com a sua renda, sem nunca ser extravagante;
- não emprestar dinheiro a amigos, para não perder amigos nem dinheiro;
-se fiel a ti mesmo, e jamais será falso com ninguém.

Para existir em meio aos sistemas ou SER dentro das regras e normas criadas pelos indivíduos (por vezes tão antigas e ultrapassadas como nossos antepassados do tempo das cavernas) é preciso sabedoria diária para estabelecer a soberania do Eu e compreender Shakespeare, afinal: "há mais coisas entre o céu e aterra que supõe nossa vã filosofia". Então:

"PLANTE SEU JARDIM E DECORE SUA ALMA, AO INVÉS DE ESPERARA QUE ALGUÉM LHE TRAGA FLORES"

Willian Shakespeare



Indicar a
um Amigo

Comentários

Deixe a sua opinião

Veja Também

15/04/2016   |
08/04/2016   |
01/04/2016   |
24/03/2016   |
18/03/2016   |
11/03/2016   |




Todos os direitos reservados - Jornal Semanal - Três de Maio - RS