Segunda-feira, 11 de dezembro de 2017
Ano XXIX - Edição 1486
(55) 3535-1033
jsemanal@jsemanal.com.br
diagramacao@jsemanal.com.br

VITORIOSAS

02/10/2015 - Por Arlete Salante
Tweet Compartilhar
O nome não poderia ser mais significativo para se referir as mulheres que superaram uma psicossomática grave: o câncer de mama.  
A Caminhada das Vitoriosas, promovida pelo Instituto da Mama - IMAMA representa a união feminina em apoio ao enfrentamento da doença. Também chama a atenção da população para o autocuidado que começa no corpo e deve ser estendido para os hábitos mentais. 
O desenvolvimento de um nódulo mamário pode estar relacionado a uma ferida afetiva, pode acontecer quando a mulher se retrai, embutindo seus sentimentos, além de outras causas (cada caso é único).
O modo de lidar com as relações, com as decepções e com o sofrimento pode gerar bloqueios que se refletem também nas relações futuras. 
Um bloqueio afetivo pode fazer com que a mulher perca a qualidade na interação e no contato com as pessoas, com o trabalho e o mundo a sua volta, tornando-a aparentemente fria ou indiferente para lidar com os sentimentos. Mas é apenas um mecanismo de defesa para evitar mais decepções. Porém, assim a vida não flui e os problemas podem aumentar.
As mamas ficam na região do cardíaco, da amorosidade, da ternura, dos afetos e, quando esta é ferida, em algumas pessoas formam uma couraça de proteção. As emoções tóxicas, muitas vezes são revividas na memória como verdade e provocam mais retraimento.
Mas, vitoriosas também são as mulheres que escolhem enfrentar suas questões de vida, mesmo sem ter desenvolvido uma doença. Vitoriosas são as que buscam se realizar como ordem da vida, sem colocar a culpa ou a responsabilidade nos outros das suas próprias frustrações e fracassos. 
Vitoriosas são as mulheres que constroem a própria vida conforme o desejo da alma, que vivem a liberdade de ser quem são.
Vitoriosas também são as mulheres que ousam enfrentam suas inseguranças e seus próprios aspetos negativos. As que buscam ajuda com honestidade e confiança, que acreditam que podem se colocar na vida como o Ser as pôs: com graça, força e inteligência.
A saída saudável é empenhar-se no autoconhecimento para se desprender de situações nocivas que reverberam dentro do corpo. Resgatar a graça para receber graças, fortalecer as bases emocionais,  reencontrar a docilidade e a alegria de viver e agir com inteligência que leva ao sucesso são importantes para retomada da saúde física e mental.




Indicar a
um Amigo

Comentários

Deixe a sua opinião

Veja Também

15/04/2016   |
08/04/2016   |
01/04/2016   |
24/03/2016   |
18/03/2016   |
11/03/2016   |




Todos os direitos reservados - Jornal Semanal - Três de Maio - RS