Sábado, 17 de novembro de 2018
Ano XXX - Edição 1533
(55) 3535-1033
jsemanal@jsemanal.com.br
diagramacao@jsemanal.com.br

Professora eu???

05/10/2012 - Por Jornal Semanal
Tweet Compartilhar
Claudiane Égide Willers*
Não! Pelo menos não somente. Sou profissional da educação, sou profissional no que faço e, digo-lhes mais, uma profissional que atua com muito amor, carinho e dedicação. Se procurarmos no dicionário o significado da palavra professor, lá estará: o que ensina; mestre. Na verdade sou e somos muito mais que isto. Nós mesmos, professores, nos diminuímos perante a sociedade. Quem nunca presenciou determinada cena no comércio: uma pessoa compra algo e na hora de pagar diz: "Dá um bom desconto, pois sou professor!". 
Na minha rotina de profissional da educação não sou somente professora; muitas vezes sou ouvinte, conselheira, amiga, mãe adotiva e até heroína. Sei, com um simples olhar, quando meu aluno não está bem, quando há algo em sua rotina que não está legal. Nessas horas, abstenho-me do "ser professora" para me tornar amiga e conselheira. 
Daí você se questiona: pode existir amizade entre professor e aluno? Respondo-lhe com outra pergunta: você vai consultar com um profissional em quem não confia? Do mesmo modo, é possível aprender sem ter cumplicidade com a pessoa que está ao seu lado? A magia do ensinar está na troca: troca de experiências, afeto, amizade e sabedoria. Amigos fazem isso! E, digo mais, consigo fazer isso sem perder a autoridade e o respeito necessários que a nossa profissão exige. Para ocorrer à aprendizagem é necessário que se construa um vínculo entre professor e aluno.
Eu, como uma profissional da educação, não restrinjo o trabalho somente às salas de aulas, mas também nas horas que estou em casa. Muitas vezes abdicando da companhia das pessoas que estão mais próximas e de familiares para me dedicar a planejamentos, correções e leituras. E, durante a noite, diariamente penso naquele aluno que não conseguiu o rendimento esperado, ou no outro que não veio à aula a semana toda, ou em outro que está com problemas pessoais. Podem ter certeza que faço isso porque me preocupo e sei a responsabilidade que possuo perante sua educação. 
Professores educam, pais ensinam! Assim deveria ser. Ensinar significa "transmitir conhecimentos, instruir". Porém, no mundo de hoje, não basta somente a nós, profissionais da educação, ensinarmos. Nos nossos ombros também pesa a responsabilidade de educar, ou seja, desenvolver as faculdades físicas, intelectuais e morais dos nossos alunos. É a consequência de uma sociedade cada vez mais individualista, onde a maioria dos pais não possui tempo para seus filhos (muitas vezes não por opção, mas por necessidades que a vida lhe impõe). Segundo Leci Brandão, "Na sala de aula é que se forma um cidadão; na sala de aula que se muda uma nação". Devemos estimular nossos alunos a acreditar em si mesmos, a ter objetivos na vida e superar suas limitações.
Já nos dizia Rubem Alves: "O nascimento do pensamento é igual ao nascimento de uma criança: tudo começa com um ato de amor. Uma semente há de ser depositada no ventre vazio. E a semente do pensamento é o sonho. Por isso os educadores, antes de serem especialistas em ferramentas do saber, deveriam ser especialistas em amor: intérpretes de sonhos". 
Podem ter certeza que a maior recompensa e reconhecimento de ser um profissional da educação, ou simplesmente professor, como somos conhecidos, é quando você está caminhando, distraída pelas ruas da cidade, e ao longe enxerga seus alunos correndo na tua direção, gritando: - profeeee!!! - onde quase te derrubam com um abraço apertado e sincero.
Esse abraço é muito mais que um simples reconhecimento pela dedicação da minha docência. É a certeza de que escolhi a profissão certa, que faço a diferença, e que consegui atingir meus objetivos idealizados como professora: educar e ensinar com amor!
P.S: Antecipadamente, parabéns a todos os colegas de profissão pelo nosso dia!
*Professora da Educação Básica 



Indicar a
um Amigo

Comentários

Deixe a sua opinião

Veja Também

09/11/2018   |
19/10/2018   |
11/10/2018   |
05/10/2018   |
28/09/2018   |
21/09/2018   |




Todos os direitos reservados - Jornal Semanal - Três de Maio - RS