Sexta-feira, 28 de abril de 2017
Ano XXIX - Edição 1454
(55) 3535-1033
jsemanal@jsemanal.com.br
diagramacao@jsemanal.com.br

Em 2014, Câmara de Vereadores custou R$ 50,94 para cada três-maiense

16/10/2015 - Por Jornal Semanal
Tweet Compartilhar
No ranking regional, entre os 20 municípios, Três de Maio ocupa a 19ª posição, com uma das menores despesas per capita no ano passado
Você sabe qual é o custo da Câmara de Vereadores da sua cidade? Ou quanto custa o Legislativo por habitante do seu município? 
Pois estas informações estão disponíveis e é possível consultá-las  no levantamento do Ministério Público de Contas (MPC) do Rio Grande do Sul, que revela os gastos das Câmaras com diárias e despesas totais, relativo ao ano de 2014. 
Conforme o estudo, mais de R$ 16 milhões foram gastos por vereadores no Rio Grande do Sul somente em diárias de viagens no ano passado. A Câmara de Tramandaí foi a que mais teve despesas com viagens: só em diárias foram R$ 318 mil.
Entre as 10 Câmaras que mais gastaram em diárias, estão ainda Santo Ângelo (R$ 308 mil), Imbé (R$ 282 mil), Caçapava do Sul (R$ 240), Erechim (R$ 231 mil), São Gabriel (R$ 226 mil), Gravataí (R$ 207 mil), Rosário do Sul (R$ 203 mil), Uruguaiana (R$ 185 mil) e Carazinho (R$ 181 mil). 
Na região, as maiores despesas totais, são das Câmaras com maior número de habitantes. Santa Rosa com 71.961 habitantes, liderou em 2014, com  uma despesa de R$ 3.714.612,18. A segunda posição, fica com Horizontina (19.174 habitantes), com um gasto total de R$ 1.604.122,18, seguida pela Câmara de Três de Maio (24.478   habitantes) com uma despesa total de  R$ 1.247.143,55.

Santo Cristo tem a menor despesa por habitante: 
R$ 29,04 ao ano 
Já em relação ao custo do Legislativo para cada habitante, Três de Maio tem um dos menores da região. Em 2014, o custo per capita foi de R$ 50,94. Só perdeu para Santo Cristo, onde o custo per capita foi R$ 29,04.  
Outro fato interessante é quanto menos habitantes, maior é o gasto per capita com sua Câmara. Um exemplo é Porto Vera Cruz, que tem 1.764 habitantes. Com uma despesa total de R$ 391 mils, o custo per capita foi de R$ 222,11 ao ano, liderando o ranking regional. Na sequência vem Porto Mauá, com 2.568 habitantes e gastos de R$ 546 mil, gerando um custo por habitante de R$ 214,14.
O relatório sobre as despesas de Câmaras Municipais com diárias é do Ministério Público de Contas e do Tribunal de Contas do Estado (TCE-RS). Para o procurador-geral do MPC, Geraldo da Camino, cada cidadão deve fiscalizar as prioridades nos gastos do seu município. "Pode haver um indicativo de algum abuso eventual, e isso é objeto de verificação nas auditorias, nos exames feitos pelo Ministério Público de Contas. Esse levantamento busca estimular a sociedade a exercer o controle social", informa.
Os números podem ser conferidos no site http://portal.mpc.rs.gov.br/portal/page/portal/MPC), no link 'Despesas de Câmaras com Diárias (2014)'. 
Tendo por base o levantamento do Ministério Público de Contas do RS, o  gráfico ao lado mostra a despesa total, o custo per capita de cada Legislativo e quanto foi gasto com diárias em 2014, nos 20 municípios da região. Para obter o custo per capita foi feita a divisão do gasto total de cada Câmara de Vereadores pelo número de habitantes. O resultado é quanto cada cidadão paga para custear a Casa Legislativa do seu município. (veja quadro ao lado).

Na região, a Câmara de Três de Maio teve o maior gasto em diárias em 2014
No ranking regional, em 2014, Três de Maio foi a Câmara que teve mais despesas com diárias.  Gastou R$ 95.030,70 (ocupa a 36ª posição estadual), seguido por Porto Mauá, com R$ 71 mil; Independência R$ 52 mil; Santa Rosa R$ 45 mil e Horizontina, R$ 34 mil.
Na outra ponta, gastaram pouco os Legislativos de São José do Inhacorá R$ 2,1 mil; Nova Candelária R$ 1,8 mil e Cândido Godói, com apenas R$ 750 em diárias no ano passado.
Vale lembrar que o Legislativo três-maiense possui todas as informações sobre os gastos dos vereadores e servidores da Câmara à disposição de toda a população no site http://www.camaratresdemaio.rs.gov.br/Diarias.aspx.

Vereadores Classmann e  Pagel não utilizaram diárias em 2014
No levantamento dos gastos das Câmaras de Vereadores do Ministério Público de Contas do ano passado, estão incluídas as despesas com diárias de servidores e vereadores que atuam nos Legislativos gaúchos.
Na Câmara de Vereadores de Três de Maio, apenas os edis Alexandre Classmann (PTB) e Flávio Pagel (PMDB) não utilizaram diárias, nem a servidora Glaci Teresinha Kich.
Entre os vereadores que tiveram as maiores despesas com diárias estão Cleiton Felipe dos Santos (PP) R$ 12.365,00; Orlando Maier (PT) R$ 10.043,00 e Ivo Novotny (PMDB) R$ 9.154,40. 

Confira a matéria completa no jornal impresso




Indicar a
um Amigo

Comentários

Deixe a sua opinião

Veja Também

07/04/2017   |
07/04/2017   |
07/04/2017   |
24/03/2017   |
17/03/2017   |
10/03/2017   |




Todos os direitos reservados - Jornal Semanal - Três de Maio - RS