Quarta-feira, 16 de janeiro de 2019
Ano XXX - Edição 1539
(55) 3535-1033
jsemanal@jsemanal.com.br
diagramacao@jsemanal.com.br

A Coluna do J

16/10/2015 - Por J Moraes
Tweet Compartilhar
O INVERNO praticamente inexistiu. A primavera iniciou e deverá permanecer chuvosa  e o verão é o período mais crítico. Esse coquetel completo é um prato cheio. Estou falando da dengue.  Não quero ser pessimista, mas, nessas condições, uma epidemia de dengue no Estado é praticamente inevitável.  E a região está na rota. Esse colunista vem alertando há muito tempo. Meus leitores sabem disso. Só com muito esforço e participação da comunidade o pior pode ser evitado. Uma campanha massiva já deveria estar em andamento.

A NOTÍCIA DE que aumentou muito o número de Executivos e Legislativos contemplados com o Prêmio Boas Práticas de Transparência na Internet conferido pelo TCE deve ser comemorada. Há bem pouco tempo, Legislativos e Executivos eram verdadeiras caixas pretas. A partir da Lei da Transparência  Virtual, essa realidade está mudando. Falta apenas a sociedade se dar conta disso e fazer a sua parte, acompanhando essas informações nos sites dos dois poderes. 

A CHUVARADA que cai impiedosamente em todo o Estado deixando milhares de pessoas ao desabrigo, deteriora ainda mais a carcomida economia gaúcha. Além dos prejuízos imediatos na assistência aos flagelados, todos os segmentos da economia sofrem as consequências. Produtores de grãos perdem na qualidade e na produtividade, produtores de leite na produção. Sem contar com estradas, ruas e avenidas das cidades  deterioradas. Como dizia o meu avô, desgraça pouca é bobagem.

BURAQUEIRA começa a tomar conta da ERS 342, trecho Horizontina - Três de Maio. Um dos mais movimentados da região. Tá na hora de uma recuperação total.  Chega de paliativos. Lá se vão  quase 20 anos desde que foi feita a última recuperação de "fundamento"no trecho. De lá pra cá, não sei se o Daer, ou a empresa responsável  pela manutenção, só remendou. Agora não dá mais para remendar.

O LITRO de leite em caixinha no mercado está em média R$ 3, em saquinho, próximo a R$ 2. Já o produtor recebe menos de 1 real pelo produto na sua propriedade. Lembro quando o leite em caixinha custava cerca de 2 reais e  saquinho  em torno de 1,50 e o produtor recebia quase o mesmo preço de hoje pelo litro. Então, não adianta autoridades ligadas a cadeia produtiva debater políticas para o setor, sem valorizar o produto na propriedade. Estabelecer uma política de preço mínimo para o produto seria o maior incentivo para a cadeia produtiva do leite.

IMPEACHEMANT da presidente pelo Congresso, não acredito. Não haverá impeachment de nenhum presidente no Brasil sem a pressão das ruas. Sem o povo se mobilizar, nada feito. O que o Congresso desacreditado e desmoralizado realiza é jogo de cena. A maioria com o rabo preso, inclusive o presidente. Deveria ser o primeiro a ser cassado.

CALIBRANDO - MULTA para os relapsos talvez seja a única forma de evitar a dengue. GOOGLE registra patente para mapear buraco nas ruas. Vai ter serviço. IN-COMPETÊNCIA - Ministro da Saúde assumiu prometendo criar e dobrar o valor da  nova CPMF. CÂMARA de Vereadores de Três de Maio recebe pelo terceiro ano, Selo de Transparência Digital. Alô tricolores - Cadê a festa gremista? E A FISCALIZAÇÃO - sem sonegação, não seria necessário aumentar mais os impostos. TÁ VIRANDO moda pressão para diminuir salários e diárias de vereadores. Nem oito, nem oitenta.

ÓTIMO FIM DE SEMANA CURTINDO Zé Ramalho, dando um play em "Admirável gado novo".



Indicar a
um Amigo

Comentários

Deixe a sua opinião

Veja Também

23/12/2016   |
16/12/2016   |
12/12/2016   |
02/12/2016   |
25/11/2016   |
18/11/2016   |




Todos os direitos reservados - Jornal Semanal - Três de Maio - RS