Sábado, 21 de outubro de 2017
Ano XXIX - Edição 1479
(55) 3535-1033
jsemanal@jsemanal.com.br
diagramacao@jsemanal.com.br

Ortodontia e Ortopedia Facial

23/10/2015 - Por Yara Lampert
Tweet Compartilhar
No próximo domingo, dia 25, comemora-se o Dia Nacional do Cirurgião-Dentista, aproveitando a data tão importante para a saúde bucal, a entrevista desta semana é com a renomada cirurgiã-dentista Taísa Guimarães Cassol. 
Com muita experiência e propriedade no assunto, ela aborda a especialização em Ortodontia e Ortopedia Facial. 
Na entrevista ela tira dúvidas, fala sobre prevenção e tratamento. 

  O que é Ortodontia?
  Ortodontia é o ramo da Odontologia especializada no diagnóstico, prevenção e tratamento das irregularidades dentais.
  O que é Ortopedia Facial?
  Ortopedia Facial trata da correção das relações desarmônicas entre as bases ósseas, ou seja, entre maxila e mandíbula.
  O que é necessário para tornar-se um especialista em Ortodontia e Ortopedia Facial?
  Ser graduado em Odontologia depois fazer um curso de pós-graduação em Ortodontia e Ortopedia Facial. Este curso pode ser em nível de especialização (carga horária mínima de 2000 horas), mestrado ou doutorado.
  Em que momento é necessária a intervenção de um especialista em Ortodontia e Ortopedia Facial?
  Quando o paciente nos procura ou é encaminhado por algum colega, na busca de uma estética harmoniosa, correção de problemas como apinhamento, má oclusão, DTM (Disfunção Temporo Mandibular - articulação), entre outros.
  Quais são os tipos de tratamento?
  Segundo o prof. Dr. Omar Gabriel podemos dividir em tratamento precoce, o qual é realizado na dentadura decídua (dentes de leite), nesta fase trata-se a mordida cruzada anterior (dentes anteriores superiores estão atrás dos anteriores inferiores), mordida cruzada posterior (dentes posteriores superiores estão por dentro dos dentes inferiores) e mordida aberta anterior (quando os dentes superiores não tocam os inferiores) e depois os tratamentos realizados nas dentaduras mista e permanente.

  Como funciona o tratamento?
  Primeiro o paciente agenda uma consulta. Se necessário algum tipo de intervenção é solicitada a documentação para que seja feito plano de tratamento. Este é apresentado ao paciente ou responsável. Somente após a apresentação do plano de tratamento ao paciente é instalado o/os aparelhos necessários para este paciente. Depois da fase ativa do tratamento, quando este estiver concluído, o paciente passa para a fase de contenção, ou seja, é removido aparelho fixo e instalado aparelho de contenção removível superior e uma barra fixa na face lingual dos dentes anteriores inferiores.
  Qualidade mínima para procurar um especialista?
  O exame precoce em uma criança permite que o ortodontista/ortopedista avalie e detecte algum problema ortodôntico/ortopédico e planeje o tipo de tratamento, se necessário. Caso contrário, ele orientará pais ou responsáveis para que retornem num outro momento para nova avaliação. Este exame pode ser feito a partir dos 4 anos de idade, quando a dentição decídua já está completa.
  Como é possível prevenir?
  É possível prevenir através da orientação aos pacientes e ou responsáveis em manter uma saúde bucal adequada, visitas regulares ao dentista clínico, remoção de hábitos bucais indesejáveis, como por exemplo, sucção de dedo, hábito de respiração bucal, onicofagia (roer unhas).
  Existe idade limite para o tratamento?
  Não há idade limite para o tratamento ortodôntico. 
Já o tratamento ortopédico deve ser realizado em crianças e adolescentes que ainda estejam se desenvolvendo. Normalmente meninas dos 9 aos 11 anos e meninos dos 9 aos 12, não esquecendo de observar a idade óssea do paciente, pois nem sempre a idade cronológica é igual a óssea.
  Quanto tempo de tratamento?
  O tempo de tratamento depende da severidade da má oclusão, do tipo de tratamento e da colaboração do paciente. O tratamento ortodôntico geralmente envolve um período entre 18 e 36 meses.
  Quanto à tecnologia, o que temos de novo e melhor nesta área?
  Além dos aparelhos fixos convencionais metálicos e estéticos temos o lingual, os auto-ligáveis e também os alinhadores invisíveis (ex: Clear Alligner, Invisaling,  Essix - aparelhos removíveis).   
  Quais são suas ponderações finais aos nossos leitores?
 Tratamento Ortodôntico/Ortopédico é diferente de "colocar aparelho".  Colocar aparelho, qualquer um coloca. Para que se tenha êxito em um tratamento é necessário procurar um profissional qualificado, ético, que se comprometa com o paciente e este, por sua vez, colabore com o tratamento. 



Indicar a
um Amigo

Comentários

Deixe a sua opinião

Veja Também

13/10/2017   |
06/10/2017   |
29/09/2017   |
22/09/2017   |
15/09/2017   |
08/09/2017   |




Todos os direitos reservados - Jornal Semanal - Três de Maio - RS