Sexta-feira, 22 de março de 2019
Ano XXX - Edição 1549
(55) 3535-1033
jsemanal@jsemanal.com.br
diagramacao@jsemanal.com.br

Economia para Consumo

06/11/2015 - Por João Seno
Tweet Compartilhar
À GUISA DE COMENTÁRIO - SENTIR ORGULHO - A questão do orgulho é muito engraçada: pode ser defeito, mas também pode ser virtude. Ser orgulhoso uma pessoa, pega mal. Agora, sentir orgulho uma pessoa de suas virtudes e feitos, sentir orgulho da família, convenhamos, é dignificante. Aliás, seria altamente recomendável que se sentisse orgulho do seu País, do seu Estado, do seu Município, da sua gente. O contrário também é verdadeiro. Evidentemente, só podemos ter orgulho de uma Pátria de grandes feitos e onde as leis e princípios são honrados. Quando grassa o mal nos diversos segmentos da Nação, sentimos vergonha. Isso vale nas mesmas condições para o Estado e o Município. Os cidadãos da pequena Pátria, que é o Município, deveriam poder de peito aberto, declinar o que de louvável existe no território municipal. Exaltar as pessoas, as conquistas, os avanços, os feitos mexem com o orgulho das pessoas e isso recomenda. Em tempos de turbulência, de malfeitos, de corrupção escancarada, o orgulho pela Pátria fenece e massacra o entusiasmo por dias melhores. Então, pelo menos, sintamos orgulho de nossa família. 
NADA COMO O ENTUSIASMO PARA VENCER. MAS NADA PIOR DO QUE O PESSIMISMO. Perguntem os atletas. 
ESTRUTURA PERIFÉRICA CARA - O núcleo em torno da presidente gastou, em 2014, R$ 747 milhões, quase o dobro do que os súditos britânicos pagam para sustentar a sua monarquia. Esta estrutura periférica, que rodeia a presidente, é algo desconhecido para o povo. Mas existe e é cara. 
DÍVIDA PÚBLICA COLOSSAL - A dívida pública do País bate nos R$ 2,73 trilhões. Uma das causas do desarranjo da nossa economia. E os nossos governantes não pensam em cortar gastos, sobretudo, da estrutura administrativa. O corte de 8 ministérios foi insignificante. Tem que cortar mais fundo na carne. 
PT PREPARA LULA - O PT há quase 13 anos no poder, quer mais. Apesar do desgaste com as tramoias do mensalão e do petrolão, estão tentando preparar a volta do ex-presidente Lula, em 2018, atualmente com 55% de rejeição. Mas Lula só vai "com cenário favorável à sua candidatura". Na dúvida, não vai arriscar a pele. 
PENSÕES ABSURDAS - São as vitalícias dos ex-governadores gaúchos. Lá se vão R$ 4,3 milhões por ano para ex-governadores e viúvas de ex-governadores. Um projeto de lei tramita na Assembleia Legislativa para reduzir as pensões a ex-governadores para quatro anos. Uma boa poupança. Não há nenhum motivo, para que ex-governadores tenham essas regalias absurdas. 
RENEGOCIAÇÃO DE DÍVIDAS - O momento é de renegociar dívidas com os cofres públicos em nível municipal, estadual e federal. Em muitos casos os devedores estão sendo cobrados judicialmente. A dívida é uma bola de neve: só aumenta e dá incômodo. Então, é melhor pagar. 
MEDIDA ACERTADA - Há empresas, como a John Deere, que querem aderir ao programa de redução do horário de trabalho em 30% e a consequente diminuição do salário em todos os níveis, para evitar o desemprego. Medida acertada e muito humana. O Senado aprovou a MP que cria o Programa de Proteção ao Emprego.




Indicar a
um Amigo

Comentários

Deixe a sua opinião

Veja Também

15/03/2019   |
08/03/2019   |
01/03/2019   |
22/02/2019   |
15/02/2019   |
08/02/2019   |




Todos os direitos reservados - Jornal Semanal - Três de Maio - RS