Quinta-feira, 27 de junho de 2019
Ano XXXI - Edição 1563
(55) 3535-1033
jsemanal@jsemanal.com.br
diagramacao@jsemanal.com.br

Economia para Consumo

11/12/2015 - Por João Seno
Tweet Compartilhar
À GUISA DE COMENTÁRIO - O QUE É O NATAL - Quando a maior festa da cristandade se aproxima, vem a pergunta: o que é o Natal? Para muitos, principalmente, as crianças é o Papai Noel e os presentes que o Papai Noel, esta figura nada cristã, traz. Para muitas pessoas o Natal é a confraternização, a festa da família, a ceia natalina. Para o comércio, o Natal são boas vendas, para reforçar o caixa e até para equilibrar as finanças de um ano ruim. Tudo isso é Natal, mas deve ser secundário. O centro do Natal é o nascimento de Cristo, do Menino Jesus reclinado na manjedoura, lembrança da noite de Belém, quando nasceu um menino no meio de animais, deitado numa modesta manjedoura. Nada pode ser mais modesto e rústico do que esta cena. Mas é este o legítimo Natal, sem artifícios. Só que os Natais foram sofisticados, revestidos de artifícios, retirando-lhe a capa da pobreza e da modéstia de uma criança que veio para salvar a humanidade. Mas é este o Natal da cristandade, de todos nós que acreditamos no mistério tão difícil de entender e, principalmente, de aceitar de um Deus-Menino que se tornou homem. 
ELEITORES CONSCIENTES - São aqueles que não se deixam enganar eternamente com promessas e mentiras. São aqueles que cobram dos governantes e políticos. Aos poucos esta cultura está sendo enterrada, porque em recente pesquisa 34% dos entrevistados manifestaram o que mais os preocupa atualmente é a corrupção. Seguem outros temas que entram no relatório das preocupações dos eleitores: 16% dos entrevistados se preocupam com a saúde. Ainda 10% dos entrevistados se dizem preocupados com o desemprego. A educação e a violência tem 8% dos entrevistados que se dizem preocupados. Não adianta só preocupar-se, é preciso cobrar. Exigir.
ALTERNÂNCIA NO PODER - Nada mais saudável para a economia de um pais do que a alternância no poder. O exemplo negativo disso é a Venezuela, onde o bolivarismo governa há 16 anos, e o país está à beira da bancarrota. Falta comida e até papel higiênico nos mercados. 
ENGRAÇADO: É o procedimento do governo. Os débitos dos contribuintes são cobrados com absoluta pontualidade e, quando o governo precisa ressarcir o contribuinte, não o faz com pontualidade. 
PINDAÍBA -  É tão grande a pindaíba do nosso governo que o Tribunal Superior Eleitoral já anuncia que nas eleições municipais do ano que vem pode voltar o voto manual. Engatamos o ré. 
PENSE NISSO - O MANDATO NÃO DEVE SERVIR PARA LOCUPLETAR-SE, MAS PARA SERVIR À POPULAÇÃO. Mas não é o que está acontecendo em muitos casos. 
SÓ PARECE? - PARECE QUE FRACASSOU O PROJETO AMÉRICA LATINA DE ESQUERDA COM A VITÓRIA DA OPOSIÇÃO NA ARGENTINA. A VITÓRIA DE MACRI FOI UM DURO GOLPE NO TRIÂNGULO LULA-DILMA-PT. É O ADEUS AOS POPULISTAS. 
"O Brasil vive hoje situação exatamente oposta: inflação, juros e câmbio em alta; confiança, consumo e investimento em declínio. Salvo no agronegócio, a produtividade cai em todos os segmentos". Maílson da Nóbrega, ex-ministro da Fazenda. Só o agronegócio se salva. 




Indicar a
um Amigo

Comentários

Deixe a sua opinião

Veja Também

21/06/2019   |
07/06/2019   |
31/05/2019   |
24/05/2019   |
17/05/2019   |
10/05/2019   |




Todos os direitos reservados - Jornal Semanal - Três de Maio - RS