Quinta-feira, 23 de maio de 2019
Ano XXX - Edição 1558
(55) 3535-1033
jsemanal@jsemanal.com.br
diagramacao@jsemanal.com.br

Economia para Consumo

19/02/2016 - Por Jornal Semanal
Tweet Compartilhar
À GUISA DE COMENTÁRIO - LIBERAL OU RETRÓGRADO? - Muito se discute atualmente este tema. E até se engalfinham em bate-bocas e chegam às vias de fato os defensores de ideias liberais mais à esquerda contra conservadores de direita. Nos anos mais recentes avançou a passos largos a liberalidade, sobretudo, entre os jovens. Antigos hábitos foram destinados ao lixo, como o casamento, que perdeu seus atributos de indissolubilidade e de bissexualidade. Hoje, quem defende a família é considerado pelos liberais de retrógrado. Em decorrência desses avanços, temos, hoje, uma sociedade desarrumada, com adolescentes desencaminhados, buscando alento nas drogas, nas bebidas e no sexo. Muitas famílias estão caindo aos pedaços, acontecendo verdadeiras tragédias no recesso de muitos lares. A liberalidade em excesso causa efeitos nefastos, como qualquer excesso. O conservadorismo excessivo também tem os seus efeitos negativos. Por isso, uma postura equilibrada, nem muito avançada e nem muito recuada, pode ser uma bela solução. 

VENDA ANTECIPADA - Na atual safra, 33% da soja é vendida antecipadamente. Isso a nível de Estado e a nível nacional a comercialização antecipada sobe para 50%. O preço médio obtido, no mês passado, para a saca de 60 quilos, para entrega em abril, no porto de Rio Grande, alcançou R$ 82,85. A boa cotação da soja no mercado leva os produtores a antecipar as vendas. A previsão da presente safra no Estado é de 15,2 milhões de toneladas. 

"QUEM COMETE ERROS, PAGA POR ELES", admite o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

AS PESQUISAS - Lula é honesto? 60% NÃO
A favor do impeachment? 60% SIM
A Lava-Jato deve continuar? 90% SIM

VOLTA DA CPMF - Significaria uma receita adicional nada desprezível de 10 bilhões, ou seja, 0,7% de receita do governo no orçamento, ou 3% do pagamento de juros da dívida pública, que é de 304 bilhões anuais. 

TEM EXPLICAÇÃO?  Para caçar o mosquito da dengue as Forças Armadas vão para a rua e para apanhar os gatunos e homicidas, não. Quem mata mais a dengue ou os bandidos? 

CARGA TRIBUTÁRIA - A grande queixa dos contribuintes é a alta carga tributária. Hoje, passa dos 36% do PIB a carga tributária do cidadão brasileiro. E todos os anos a carga cresce com o aumento do IPVA, do IPTU, do Imposto de Renda. Há aqueles que não se escapam de nada. Mas também há aqueles que sonegam o que podem. Falta fiscalização.

ENERGIA SOLAR - Segundo estudos da Universidade de Oxford, até 2.027, 20% da energia usada no mundo será solar. Até 2.014, a energia solar consumida no mundo era de apenas 0,3%.

E A INFLAÇÃO NÃO CEDE - A inflação atingiu 10,67%, em 2.015. E, em 2.016, os analistas preveem mais um ano de inflação alta. Os analistas já subiram a estimativa deste ano para 7,56%. E a estimativa para o decréscimo do PIB deste ano já é de -3,21%. Pode ser maior. Durma-se.



Indicar a
um Amigo

Comentários

Deixe a sua opinião

Veja Também

17/05/2019   |
10/05/2019   |
04/05/2019   |
26/04/2019   |
12/04/2019   |
05/04/2019   |




Todos os direitos reservados - Jornal Semanal - Três de Maio - RS