Domingo, 25 de agosto de 2019
Ano XXXI - Edição 1571
(55) 3535-1033
jsemanal@jsemanal.com.br
diagramacao@jsemanal.com.br

A Coluna do J

18/03/2016 - Por Jornal Semanal
Tweet Compartilhar
NA RETA FINAL - Toda vez que o povo brasileiro foi as ruas conseguiu seu intento. Foi assim na campanha das Diretas Já. Foi assim no impeachment de Fernando Collor.  Será assim agora no impeachment de Dilma? Os milhões que foram as ruas no ultimo domingo deixaram um recado muito claro, querem a presidente afastada. E como o congresso é muito sensível  ao que acontece na ruas, o desfecho é uma questão  de tempo. 
A GRANDE INDAGAÇÃO -  Quem será o salvador da pátria? Certamente, os problemas do Brasil não acabarão com o afastamento da presidente. Começa a partir daí uma longa caminhada, em busca de um país mais justo e mais digno, que priorize as necessidades do povo. O grande problema é encontrar entre os políticos atuais , alguém  que tenha a confiança da população. Enquanto não for recuperada a confiança do povo nas nossas lideranças, nenhum um projeto dará certo .
PAGANDO O PATO -  A pergunta que deve estar preocupando os políticos locais. Será que o terremoto de Brasília vai se espraiar por todo o país e ter  consequências nas eleições de outubro? É cedo ainda para fazer uma  avaliação. Até por que, o pior ainda estar por vir.  Mas com certeza a bagunça de Brasília, vai ser o pano de fundo das campanhas municipais. Muita gente vai pagar o pato. 
MENOS PERIGO NAS ESTRADAS - A exigência de exame toxicológico de motoristas profissionais  deve ser saudada. É inadmissível que motoristas sob o efeito de drogas transitem livremente pelas estradas, colocando em risco a vida de milhares de pessoas. É de lamentar apenas, a demora na aprovação dessa lei . Muitas vidas certamente teriam sido salvas. 
FÉRIAS FORÇADAS: E A CRISE chegou com tudo na construção civil. Resultado, muitas obras paradas e trabalhadores sem serviço. Até bem pouco tempo era muito difícil encontrar um pedreiro para realizar um bico. Hoje não precisa  procurar muito. Bons pedreiros estão desocupados. Com isso, o custo  da mão de obra despencou.
NOS BASTIDORES - Nas últimas semanas começaram a se intensificar as  reuniões internas dos partidos. Por enquanto, os encontros se resumem a lideranças dos partidos, que estão analisando seus quadros na busca de possíveis candidatos, tanto ao legislativo quanto ao executivo. Num segundo momento, essas reuniões deverão abrir o leque de participantes com integrantes de outras agremiações, buscando possíveis coligações. Neste ano a campanha terá apenas 45 dias, ao invés dos 90 de antes. 
 CALIBRANDO - NOVO terremoto sacudiu Brasília. Desse jeito não vai sobrar pedra sobre pedra. DIGNIDADE abaixo do rabo do cachorro. Ganhar um ministério para fugir da justiça é debochar do povo. O GOVERNO petista bateu no fundo do poço. DEFENDER o indefensável é fanatismo ou burrice? O PIOR cego é aquele que não quer ver!  TEMOS os presidentes da Câmara e do Senado e um ex-presidente da República, envolvidos na Lava Jato. A quadrilha tá completa. PETISTAS sérios, coerentes e honestos - e são a absoluta maioria - se sentem traídos e decepcionados. SE HÁ alguma coisa de boa na crise, é a oportunidade de mudar. É AGORA nunca. 
ÓTIMO FINAL DE SEMANA CURTINDO Legião Urbana, dando um play em "Que pais é esse".




Indicar a
um Amigo

Comentários

Deixe a sua opinião

Veja Também

23/12/2016   |
16/12/2016   |
12/12/2016   |
02/12/2016   |
25/11/2016   |
18/11/2016   |




Todos os direitos reservados - Jornal Semanal - Três de Maio - RS