Terça-feira, 25 de setembro de 2018
Ano XXX - Edição 1526
(55) 3535-1033
jsemanal@jsemanal.com.br
diagramacao@jsemanal.com.br

A Coluna do J

13/05/2016 - Por J Moraes
Tweet Compartilhar
O GOVERNO Temer, que vai comandar o Brasil  pelo menos nos próximos 180 dias, inicia da mesma forma dos demais. Com o consagrado 'toma lá dá cá'.  Distribuindo cargos  em troca de  favores, pouco interessando a competência do indicado.  A  descarada barganha de apoio por votos. O loteamento de cargos continua exatamente igual. Cada um quer o pedaço maior  do osso. Decididamente,  alguns políticos brasileiros perderam a vergonha.  E não fazem o mínimo esforço para esconder isso. Temos que torcer para dar certo.  Mas  bem que poderia ser diferente.
MUDA o comando mas as moscas continuam as mesmas.  Boa parte dos que poderão assumir o novo governo, recém apearam  do governo Dilma. Oportunismo escancarado.  É com esse  time que o Brasil vai tentar recomeçar.
EFEITO COLATERAL -  A crise da saúde se agrava para todos os quadrantes.  Hospitais em todas as regiões do Estado reduziram drasticamente o número de servidores. Mesmo assim, muitos não estão conseguindo se manter. Em Três Passos, 20 médicos do Hospital de Caridade, o maior do município, pediram rescisão dos contratos. Na contra mão da crise, o Hospital São Vicente de Paulo inaugura nesta sexta-feira sua nova ala, destinada ao atendimento de urgência e emergência.
NA MARRA - A crise pode ter resultados positivos. Aqui na região, para enfrentar o atual momento, instituições de Ensino Superior estão formando parcerias. Coisa que não se via em outros tempos.  
MESMO sem ter muita credibilidade junto a população, os Coredes  começam a discutir  o processo da Consulta Popular para o Orçamento de 2017. Nesse  ano, mais uma vez com a penúria enfrentada pelo Estado, que é  do conhecimento de todos, vai ser mais difícil mobilizar o cidadão. 
SEGUNDO os organizadores, com quase 240 mil visitantes e movimentando R$ 75 milhões, a 21ª Fenasoja alcançou seus objetivos. Agora, as atenções se voltam para a Expo Terneira, que ocorre de 26 a 29 de maio.
JOGANDO DE MÃO - Em Horizontina, como presidente do PP é pré-candidato ao executivo, Chico Padoim tem autoridade e respaldo do seu partido para negociar possíveis composições com vistas as próximas eleições. Conforme Padoim, negociações nesse sentido já estão bem adiantadas.
DIFERENÇAS -  Normalmente, algumas secretarias são vistas como vitrines para alavancar candidaturas para o executivo, e principalmente para o legislativo. Em Horizontina,  5 secretários se licenciaram para concorrer. O que é perfeitamente normal em política. Já em Três de Maio, apenas uma secretária deixou o cargo para concorrer. Também é normal, mas talvez politicamente não seja  uma boa estratégia.
CALIBRANDO - EM TRÊS DE MAIO partidos da base governista mais o PMDB estiveram reunidos nesta semana. Praticamente selaram compromisso. EM TEMPO de desemprego, fechar a agência do SINE seria lamentável. MESMO com o frio, os casos de dengue continuam aumentando.  CHUVARADA antes do fim da safra da soja surpreendeu os produtores. GRANDE NOTÍCIA para a região, Osmar Terra Ministro de Desenvolvimento Social do governo Temer. ALERTA - País registra 121 mortes por H1N1 em uma semana.
ÓTIMO FIM DE SEMANA curtindo Zé  Geraldo, dando um play em "Milho aos pombos".




Indicar a
um Amigo

Comentários

Deixe a sua opinião

Veja Também

23/12/2016   |
16/12/2016   |
12/12/2016   |
02/12/2016   |
25/11/2016   |
18/11/2016   |




Todos os direitos reservados - Jornal Semanal - Três de Maio - RS