Sábado, 23 de março de 2019
Ano XXX - Edição 1549
(55) 3535-1033
jsemanal@jsemanal.com.br
diagramacao@jsemanal.com.br

Economia para Consumo

27/05/2016 - Por João Seno
Tweet Compartilhar
À GUISA DE COMENTÁRIO - QUEM AQUI FAZ, aqui paga. Não é este o velho ditado? É muito, muito complicada a explicação de que vamos pagar nossos malfeitos na vida eterna. Por isso, muitos têm esta crença que parece ter algum fundamento de que todo mal que aqui se pratica, cedo ou tarde, será pago aqui neste vale de lágrimas. Mas isso também não significa que os sofrimentos que as pessoas padecem sejam o pagamento de alguma dívida. Se isso tivesse que ser entendido ao pé da letra, muitos estariam padecendo dia e noite o tempo todo. Então, essa incerteza deixa uma grande dúvida e também é uma resposta para aqueles que acham que todos os malfeitores deveriam sofrer cedo ou tarde as consequências dos males que praticaram. E também não dá para concluir que, se alguém sofre doença grave ou um acidente de proporções, que seja em pagamento aos males que praticou. Se assim fosse, as pessoas de bem só teriam prazeres e alegrias. Mas vamos combinar que fazer o bem é um remédio eficaz para uma consciência tranquila. E ter consciência tranquila é sinônimo de vida saudável. 
PROVIDÊNCIA OPORTUNA - Agora que já temos sonegômetro, a Receita Estadual tomou uma providência assaz oportuna: encaminhou aos Tabelionatos de Protestos de Títulos o primeiro lote de protestos de devedores inscritos em dívida ativa. Inclui dívidas de ICMS, IPVA e do imposto sobre herança e doações. E o controle sobre a sonegação quando e como será procedido? Zelotes neles!
PAÍS NOS TRILHOS - Em sua primeira entrevista, o presidente interino afirmou que pretende colocar "o país nos trilhos". Admitiu que vai enfrentar situações difíceis e que vai trabalhar "de domingo a domingo" para atender as expectativas da população. "Quero, com a ajuda de todos, botar o país nos trilhos nesses dois anos e sete meses. Mas não vou fazer milagres em dois anos", disse Temer. 
EDUCAÇÃO RECEBE ATENÇÃO - Do governo. Senão vejamos: apesar da crise, foram nomeados 540 professores; houve investimentos da ordem de R$ 8,8 bilhões e o número de alunos do turno integral foi ampliado de 9 mil para 24 mil. O que não houve foi o tão desejado aumento dos vencimentos para o magistério e não houve avanço no piso nacional para a classe magisterial.
MAL DE COLUNISTA - Há colunistas de importantes órgãos de imprensa que gostam mais de retratar defeitos de autoridades do que suas virtudes. Até faltam ao respeito. 
ROMBO BEM ACIMA - Até no rombo do déficit o governo petista falseou. O déficit anunciado pelo governo Dilma era de R$ 96 bilhões. Agora, procedidos novos levantamentos, o rombo sobe para R$ 150 bilhões. E pode ser maior. Querem fazer os cálculos quantos orçamentos de Três de Maio daria isso? Tomem como base R$ 70 milhões. 
ARTISTAS BRASILEIROS PROTESTARAM EM CANNES - Estão ajudando a denegrir a imagem do País lá fora. É um belo teatro. Eles, com certeza, querem mais dinheiro da Lei Rouanet para produzir filmes que ninguém vê. Mas ganharam o Ministério da Cultura. Ora bolas!
ROMBOS - 718 mil proprietários de veículos gaúchos não pagaram o IPVA deste ano, cuja data de vencimento foi o dia 30 de abril. São quase 400 milhões de reais que não entraram nos cofres do Estado. E o Planalto prevê rombo de R$ 170,5 bilhões nas contas do desastrado governo de Dilma Rousseff. . 




Indicar a
um Amigo

Comentários

Deixe a sua opinião

Veja Também

15/03/2019   |
08/03/2019   |
01/03/2019   |
22/02/2019   |
15/02/2019   |
08/02/2019   |




Todos os direitos reservados - Jornal Semanal - Três de Maio - RS