Sexta-feira, 24 de novembro de 2017
Ano XXIX - Edição 1484
(55) 3535-1033
jsemanal@jsemanal.com.br
diagramacao@jsemanal.com.br

Graziele Pereira Ramos

11/07/2016 - Por Jornal Semanal
Tweet Compartilhar
Idade: 24
Natural de: Santiago - RS
Reside em Três de Maio, há dois meses
Filiação: Aureliano e Solange Ramos
Escolaridade: Pós-Graduanda 
Profissão: Biomédica
Leia-se: Laboratório de Análises Clínicas Biolab
Se pudesse mudar de profissão, seria: Teria a mesma profissão, mas seguiria na carreira militar
Jamais poderia trabalhar como: Nunca pensei nisso, mas talvez não seguiria matemática (odeio cálculos rsrsrs)
O que mais gosta em seu trabalho: Gosto das várias faces que minha profissão me proporciona e saber que um exame auxilia no diagnóstico do paciente e faz a diferença me encanta
Como você se define: Honesta, feliz, muito amiga e as vezes mal-humorada
Que momento da sua vida você escolheria para reviver: Reviveria o nascimento da minha sobrinha Bruna
Qual a lembrança mais marcante da sua infância: Lembro dos jogos de bola na frente de casa com a vizinhança, era diversão na certa
O que gostaria de ter sabido antes: Que não se pode confiar na palavra das pessoas
Livro que mais marcou: Jogando xadrez com os anjos
O melhor conselho que já recebeu: Esquece o que te faz mal e vai ser feliz
Time: Grêmio 
Hábito que não abre mão: Ouvir música antes de dormir
Um hábito que quer se livrar: Bagunça
Não sai de casa sem meu celular
Prato preferido:  Bife à milanesa
O que não pode faltar na sua geladeira: Queijo
Paisagem que mais impressiona: Gosto muito de observar o verde dos campos, mas uma paisagem que me marcou foi o porto de Curaçao
Opinião sobre redes sociais: Liga as pessoas de uma certa forma, mas têm que ser usada com inteligência e cautela
O negócio do futuro é: Sustentabilidade e o Biolab (rsrsrsrsr)
Queixa de consumidor: Ficar esperando nas lojas as atendentes fingirem que não tem ninguém para atender
Nome de sucesso: Biolab
Sonho de consumo: Felicidade plena para as pessoas que eu gosto, bens materiais a gente conquista como tempo e com muito trabalho
Três de Maio é acolhedora e tranquila
Seus aplausos vão para: Minha mãe, que faz de tudo pela minha família
Nota zero para: Ignorância, prepotência e principalmente para a mentira, até porque a gente sempre acaba descobrindo a verdade, a mentira não compensa


Graziele Pereira Ramos



Indicar a
um Amigo

Comentários

Deixe a sua opinião

Veja Também

17/11/2017   |
10/11/2017   |
03/11/2017   |
27/10/2017   |
20/10/2017   |
13/10/2017   |




Todos os direitos reservados - Jornal Semanal - Três de Maio - RS