Quarta-feira, 26 de abril de 2017
Ano XXIX - Edição 1454
(55) 3535-1033
jsemanal@jsemanal.com.br
diagramacao@jsemanal.com.br

Notas Sandro Rambo

15/07/2016 - Por Sandro Rambo
Tweet Compartilhar
ELEIÇÕES I - O Partido dos Trabalhadores (PT) e o Partido Democrático Trabalhista (PDT) disputarão coligados as eleições municipais deste ano.  A aliança já foi aprovada por ambas as siglas. Nas convenções previstas para o dia 24 de julho, deverão ser homologados os nomes dos pré-candidatos Altair Copatti a prefeito e Eliane Zucatto Fischer para vice-prefeita. Outros partidos poderão compor a legenda. 
ELEIÇÕES II- Como será o discurso de Altair Copatti, oposição da  administração Casali/Fischer, onde Eliane Fischer hoje é atual vice-prefeita? Vamos aguardar.
ELEIÇÕES III - Em Boa Vista do Buricá, tudo indica que Wili Horbach, atual prefeito, vai concorrer. Elégio Brisch poderá ser seu vice. Tá pintando chapa única.
ELEIÇÕES IV - Em Independência, tudo indefinido. Certo é o nome de  Gilberto Marasca a reeleição. O ex-prefeito João Graef poderá ser o único da oposição. 
ELEIÇÕES V - Em  Alegria, certo mesmo é o nome do atual prefeito, Renato Teixeira. 
ELEIÇÕES VI - Em São José do Inhacorá, Gilberto Hammes vai pelo PMDB. Eliseu Schenckel abriu mão. Pelo PTB, o  ex-prefeito Abílio Graef.
ELEIÇÕES VII - Em Horizontina, Nildo Hickmann vai a prefeito novamente. A oposição segue procurando nomes.
ELEIÇÕES VIII - Uma coisa é certa. Os políticos estão muito desacreditados. Não se vê muita empolgação até o momento. Pode ser o ano do voto em branco ou nulo. Já aos futuros prefeitos, terão anos com pouco recursos.
ELEIÇÕES IX - Foi disponibilizado no site do Tribunal Superior Eleitoral os valores dos limites de gastos para campanhas de vereador e prefeito nas eleições municipais deste ano. A partir de agora, com as alterações promovidas pela Reforma Eleitoral 2015 (Lei 13.165), o teto das despesas será definido com base nos maiores gastos declarados na circunscrição eleitoral anterior, ou seja, o pleito de 2012. Desse modo, no primeiro turno do pleito para prefeito, o limite será de 70% do maior gasto declarado em 2012. No entanto, se a última eleição tiver sido decidida em dois turnos, o limite de gasto será 50% do maior gasto declarado para o cargo no pleito anterior. A norma esclarece igualmente que nos municípios com até dez mil eleitores, o limite de gastos será de R$ 100 mil para prefeito e de R$ 10 mil para cada candidato a vereador. 
ELEIÇÕES X - Em Santa Rosa, o candidato a prefeito não poderá gastar mais de R$ 250 mil e o vereador R$ 32mil. Em Tuparendi e Porto Mauá, o prefeito R$ 100 mil e vereador R$ 10 mil.  
CONVENÇÕES - O prazo para definir a escolha dos candidatos dos partidos será de 20 de julho a 5 de agosto. No caso das convenções não indicarem o número mínimo de candidatos, as vagas que sobram deverão ser preenchidas em até 30 dias antes do pleito, e não mais 60 dias, como era na legislação anterior. Com a nova redação mudou também para o dia 15 de agosto a data final para solicitação do registro dos candidatos do ano eleitoral.  A propaganda eleitoral inicia dia 16 de agosto. O horário eleitoral obrigatório, dia 26 de agosto a 29 de setembro, somando 35 dias.



Indicar a
um Amigo

Comentários

Deixe a sua opinião

Veja Também

20/04/2017   |
13/04/2017   |
07/04/2017   |
31/03/2017   |
10/03/2017   |
03/03/2017   |




Todos os direitos reservados - Jornal Semanal - Três de Maio - RS