Quarta-feira, 23 de agosto de 2017
Ano XXIX - Edição 1471
(55) 3535-1033
jsemanal@jsemanal.com.br
diagramacao@jsemanal.com.br

Mais de quatro décadas de trabalho dedicado à mesma empresa

05/08/2016 - Por Jornal Semanal
Tweet Compartilhar
Dalziro Valdameri encerrou suas atividades como coordenador de infraestrutura na Setrem em junho

Uma vida de trabalho dedicado a uma instituição que ele ajudou a desenvolver. Assim foi a vida profissional de Dalziro Valdameri na Sociedade Educacional Três de Maio (Setrem). Os 42 anos de atividades na instituição finalizaram no dia 30 de junho, quando Dalziro recebeu uma bela homenagem organizada pela direção da instituição para marcar sua despedida. Um café da manhã surpresa contou com a presença de colegas de trabalho, direção da mantenedora e da instituição e familiares.
Dalziro começou a trabalhar na Setrem em 18 de janeiro de 1974. Ele veio para Três de Maio depois de o diretor e o coordenador pedagógico da instituição, Manfredo Mensch e Lenir Heinen, respectivamente, estarem na Escola Agrícola de Teutônia, onde Dalziro estava concluindo o Curso Técnico em Agropecuária, e o convidarem a trabalhar aqui. Junto com Dalziro, vieram mais dois colegas dele, Abel Delazeri e Ivo Matuella, e na mala, muita vontade de trabalhar e aprender.
Natural de Putinga, no Alto Taquari, Dalziro começou as atividades em solo três-maiense aos 22 anos, como professor no curso agrícola da então Escola Presidente Getúlio Vargas. "Fiz o estágio do curso na Setrem e já iniciei trabalhando como responsável técnico e professor de matérias técnicas", adianta.

'Vestir a camisa e trabalhar'
Os tempos eram difíceis. Disposto a "vestir a camisa" da instituição, Dalziro encarou as dificuldades e venceu os obstáculos. Quando chegou à Setrem, o curso normal havia sido encerrado, e criado o curso de agropecuária para não fechar a escola. "Foi um início 'danado'. O curso estava no terceiro ano, com uma ideia muito boa, mas com poucos alunos e poucos recursos financeiros, além de reduzido espaço para as atividades práticas." Foi então que Dalziro arregaçou as mangas e com os alunos começou a cortar o mato nas proximidades da escola, e com esta madeira, a construir os aviários e o tambo leiteiro. "Alunos e funcionários colocavam a 'mão na massa'. Era uma forma de trabalhar e aprender fazendo. Passaram-se vários anos assim, até que desenvolvemos o gado leiteiro e a avicultura, para dar fôlego e começar a crescer", acrescenta.
Ele relembra um projeto feito para a Igreja Luterana Americana, por meio do pastor David Nelson, que conseguiu verba para incorporar para a Setrem uma área de terra em Esquina Motta. "Assim começou-se a produzir, com ajuda de alguns maquinários. Esse fato foi marcante, assim como a atuação do diretor Erni Vollbrecht, que deu um novo ânimo ao curso agrícola."
Inicialmente, Dalziro morava no internato da escola, junto com os alunos. Aqui ele também constituiu família. Casou com Eliane, em 1980. Em 1981 tiveram a primeira filha, Daiane, e dois anos depois, nasceu Taísa. "Depois que casei, morei dentro da escola, em um prédio e após em uma casa. Mais tarde construí a casa onde moro hoje com minha família. E quando assumi o internato, voltei a morar na instituição."
O jovem Dalziro foi se aperfeiçoando. Cursou a faculdade de Técnicas Agrícolas em Ijuí, na Unijuí, que lhe conferia formação pedagógica para atuar como professor. Seguindo, fez uma pós-graduação de Administração da Produção e depois, ao assumir a coordenação do internato, cursou faculdade de Filosofia, em Santa Rosa.
Quando Dalziro assumiu a coordenação do internato e da infraestrutura, se desligou da área agropecuária. Nesta época, a Setrem já contava com mais cursos técnicos e cursos de graduação. "Foi neste período que Seno Leonhardt assumiu a direção da Setrem e criamos um comitê executivo para planejar a instituição de 1994 até o ano 2000. A partir disto, a Setrem começou a crescer. Seno foi meu aluno no técnico, e eu sabia do potencial dele", relembra.

FOTO: SETREM/DIVULGAÇÃO


Confira a matéria completa no jornal impresso





Indicar a
um Amigo

Comentários

Deixe a sua opinião

Veja Também

18/08/2017   |
28/07/2017   |
28/07/2017   |
28/07/2017   |
14/07/2017   |
23/06/2017   |




Todos os direitos reservados - Jornal Semanal - Três de Maio - RS