Segunda-feira, 25 de setembro de 2017
Ano XXIX - Edição 1476
(55) 3535-1033
jsemanal@jsemanal.com.br
diagramacao@jsemanal.com.br

Teatro Bolinha: espetáculos com humor e cultura

05/08/2016 - Por Jornal Semanal
Tweet Compartilhar
Companhia de teatro itinerante apresenta um espetáculo diferente a cada noite, com início às 20h30min

Três de Maio e região tem a oportunidade de conferir o humor e a cultura do Teatro Bolinha. Instalado no centro da cidade, na Avenida Senador Alberto Pasqualini, em frente ao Restaurante Gulls, a companhia realizou a estreia na cidade no dia 21 de julho, e prevê apresentações por dois meses.
Pela primeira vez em Três de Maio, o Teatro Bolinha está na cidade depois de uma temporada em Três Passos, com uma equipe de 14 profissionais, capitaneados por Marcos Wlademir Silveira, o Bolinha, personagem principal da companhia.
Os espetáculos são realizados as quintas, sextas, sábados, domingos e segundas-feiras, às 20h30min, toda noite com a apresentação de um espetáculo diferente. Os espetáculos, além de fazerem rir, abordam questões como racismo, drogas, alcoolismo e preconceito e tem duração média de uma hora. Marcos, o Bolinha, afirma possuir repertório para ficar 90 dias na cidade, sem reprisar nenhum espetáculo.

Vida no teatro
Natural de Joaçaba - Santa Catarina, Marcos nasceu no teatro, há 45 anos, ainda no Teatro Biriba, pois os pais já trabalhavam nesta área, e assim ele foi criando apreço pela profissão. A esposa, Franciele Mello, também já trabalhava no teatro quando Marcos a conheceu. Há 13 anos casados, a vida deles é sobre rodas.
O personagem Bolinha foi criado em 1992, e em 2003, nascia o Teatro Bolinha. Marcos está na cidade com uma equipe de 14 pessoas, sendo 12 artistas e duas crianças. A família de Marcos também está envolvida. A filha mais nova, Kamilli Silveira, de oito anos, desde os três anos atua na companhia. E a filha mais velha, Thirza de Sordi, está atuando há um ano.
Marcos revela que ele e sua equipe não têm moradia fixa. "Moramos nos ônibus que compõem nossa frota. Temos conforto como em qualquer outra moradia. A diferença é que 'carregamos nossa casa nas costas'", diz o personagem principal do Teatro Bolinha. No terreno, onde está instalado o Teatro Bolinha em Três de Maio, é também a 'casa' dos artistas da companhia, que conta com duas carretas e três ônibus.
A vida de artista de teatro é para quem gosta, diz Marcos. "Meu teatro é uma família, e trabalhamos para famílias. Os espetáculos, com exceção de três peças que são censuradas, garantem diversão e trazem mensagens de vida aos espectadores. Para nós, artistas de teatro, a consideração e o reconhecimento do público é a nossa maior recompensa."
Marcos revela que faz um itinerário das cidades em que se apresentarão. Depois de Três de Maio, a intenção é rumar para Horizontina, Tucunduva, Giruá, e depois seguir para o oeste catarinense.

Espetáculos
Hoje, sexta-feira, o Teatro Bolinha traz um show com Mulita, um dos maiores humoristas do Rio Grande do Sul. Amanhã, sábado, serão dois episódios: 'Dona Zazá e seus 5 maridos' e 'Bolinha e seus comediantes'.
No domingo, 'Bolinha e sua família na Capital: esposa Rebostiana, filhas Piolho e Perereca e sua última cria, Ressecado: uma família da roça que não conhece a cidade'. Na segunda-feira, dia 8, será apresentada a peça 'Bolinha no Espeto', e na quinta-feira, 'Honrarás tua mãe'. Nas segundas e quintas-feiras é realizado o 'Dia do Carona': ao comprar um ingresso, o espectador ganha outro. O ingresso custa R$ 10 para cadeira central e R$ 15 para cadeira vip. Crianças de seis a dez anos pagam R$ 8 e menores de seis anos não pagam ingresso.





Indicar a
um Amigo

Comentários

Deixe a sua opinião

Veja Também

15/09/2017   |
25/08/2017   |
18/08/2017   |
28/07/2017   |
28/07/2017   |
14/07/2017   |




Todos os direitos reservados - Jornal Semanal - Três de Maio - RS