Sábado, 21 de outubro de 2017
Ano XXIX - Edição 1479
(55) 3535-1033
jsemanal@jsemanal.com.br
diagramacao@jsemanal.com.br

Música perde o multi-instrumentista Ivan Severo

26/08/2016 - Por Jornal Semanal
Tweet Compartilhar
Ex-integrante de bandas e professor, ele esteve ligado às notas musicais desde pequeno
O multi-instrumentista Ivan Severo, 66 anos, faleceu no último sábado, 20, por volta das 14h, no Hospital Vida & Saúde, em Santa Rosa. O músico sofria de diabetes.
Natural de Passo Fundo, ele residia em Três de Maio há aproximadamente 45 anos. Deixa a esposa, Salete, quatro filhos - Marcos Eduardo, 45, Márcia Regina, 42, Ana Paula, 36, e Vinícius, 27 - e seis netos.
Seu talento ia do violão, do cavaquinho e do contrabaixo ao acordeom, ao teclado e à grande capacidade de compor. Estimulado pelo pai - Jairo Severo, também músico - desde pequeno, ele nunca se separou da música. Pelo contrário - esteve sempre o mais próximo possível dela.
Ivan integrou a primeira formação do Grupo Universal - banda que hoje tem mais de 40 anos -, ao lado de Luiz Sacilotto, Érico Feldmann e Walter Spillari, todos já falecidos. Atualmente, o conjunto continua com Vilson Eduardo Bolzan, Ademir Richter e Raul Schneider.
Com Henrique Becker, também já falecido, formou o Musical Henrique & Ivan, que gravou três CDs entre os anos 90 e 2000. Ministrava aulas particulares em sua casa - na Rua Carlos Bretin, Bairro Jardim das Acácias - há pelo menos 15 anos e, além de ter sido professor de música também em escolas, foi puxador, tocando cavaquinho, da extinta escola de samba três-maiense Eu Acho É Pouco. Ainda tocava em missas da Igreja Matriz e trabalhou em coral da terceira idade da Prefeitura.
O músico ficou internado por nove dias na UTI do Hospital Vida & Saúde. A doença atacou seus rins e ele foi vítima de uma infecção generalizada. Ivan foi sepultado em Três de Maio.

Valorização da música e da família
"Era uma pessoa de muita alegria, comunicativa e de presença marcante. E tinha esse forte sentimento pela música", define a filha Márcia Regina Motta Severo, que reside com o marido e os filhos em Luís Eduardo Magalhães, na Bahia.
"Tinha um gênio e uma personalidade fortes, mas era uma pessoa muito carismática, que fez muitas amizades. E, na vida, o que a gente leva é isso. Em nenhum momento o velório ficou vazio; sempre havia amigos chegando", complementa.
Para Vinícius, que reside na casa dos pais e toca violão, "ele sempre valorizou muito a família". Na visão da também filha Ana Paula Severo Barbosa, que mora com a família em Itapema (SC), "isso é a essência de tudo". "O que ele e a mãe transmitiram para nós é essa união que temos. Para nós, isso é tudo", afirma. Já Marcos Eduardo Motta Severo reside em Três de Maio.
Os netos de Ivan - cada um foi presenteado com um violão pelo avô - são Francis, 24 anos, que toca violão e gaita de boca e é filho de Marcos Eduardo e Neila Severo; Camila, 18, Leonardo, 17, que toca violão e cavaquinho, e Daniel, 16, filhos de Márcia Regina e Gerson Luiz Gallas; e Nicolas, 11, que estava aprendendo violão com o avô, e Beatriz, 7, filhos de Ana Paula e Fábio Barbosa.

Ivan em recente registro com os quatro filhos e a esposa Salete

FOTOS: DIVULGAÇÃO/ STUDIO CRIATIVO




Indicar a
um Amigo

Comentários

Deixe a sua opinião

Veja Também

29/09/2017   |
29/09/2017   |
15/09/2017   |
08/09/2017   |
01/09/2017   |
01/09/2017   |




Todos os direitos reservados - Jornal Semanal - Três de Maio - RS