Sábado, 17 de novembro de 2018
Ano XXX - Edição 1533
(55) 3535-1033
jsemanal@jsemanal.com.br
diagramacao@jsemanal.com.br

O fim do mundo e a construção de um novo ser

16/09/2016 - Por Jornal Semanal
Tweet Compartilhar
As relações sociais não trazem apenas o desfruto de conviver em sociedade, ter um grupo de apoio, mas também como regras, leis, das quais nem todos somos condizentes, das quais muitas vão contra nosso extinto natural. O sonho utópico de ser um sobrevivente a uma catástrofe é um sentimento de aprisionamento atual.
Não é pelo seu vizinho chato, mas sim pelo seu extinto natural. A sociedade e a comunidade política limita o homem do seu instinto natural, sua caça se torna ir ao supermercado, sua defesa se torna seu advogado, muitas vezes cansado de trabalhar em um escritório exercendo a mesma função diariamente. São por essas atividades que talvez muito de nós queiram gritar insaciavelmente até tudo mudar, começar novamente, uma grande chance de ser a fonte da utopia de viver em um mundo pós-catástrofe.
O fim do mundo traz consigo o fim das mediações, sem juízes, padres, leis, o mais puro estado natural do homem da sua escolha de justiça na consciência, porém, obviamente ainda levado pela sociedade em que se vivia, os traços construídos desde criança não podem ser quebrados por uma catástrofe. As escolhas após um apocalipse em seu salvamento milagroso ainda vai carregar, de forma inquebrável, muitos traços de sua antiga vida, das quais o incalculável peso da ética e moral.
O homem moderno é controlado, sua ética e moral não deixariam muitos roubarem para não passarem fome, como alguns animais fazem. Isso se deve pelas regras, para um convívio dentro de uma sociedade, pois o homem do século XXI não poderia viver fora dela.
Por fim, o sonho de um salvamento pós-apocalíptico pode ser mais do que a vontade de sobreviver, mas sim a vontade de ser, mandar, dizer o que é certo ou errado à sua maneira, pode ser um meio de fugir do controle.
Guilherme dos Santos Schons - Turma A*

*Textos produzidos por alunos do segundo ano - turma A do Ensino Médio da disciplina de Filosofia no I.E.E.CARDEAL PACELLI, com a professora  Daiane Streicher Wagner, através do tema DESAFIOS POLÍTICOS CONTEMPORÂNEOS




Indicar a
um Amigo

Comentários

Deixe a sua opinião

Veja Também

09/11/2018   |
19/10/2018   |
11/10/2018   |
05/10/2018   |
28/09/2018   |
21/09/2018   |




Todos os direitos reservados - Jornal Semanal - Três de Maio - RS