Quarta-feira, 26 de setembro de 2018
Ano XXX - Edição 1526
(55) 3535-1033
jsemanal@jsemanal.com.br
diagramacao@jsemanal.com.br

A Coluna do J

03/10/2016 - Por Jornal Semanal
Tweet Compartilhar
É PRATICAMENTE certo que a Operação Lava Jato vai influenciar nas eleições de domingo. E não se trata de defender esse ou aquele candidato, se esse ou aquele partido será beneficiado ou prejudicado. Trata-se de entender que a Operação Lava Jato não apenas influenciará na opção do eleitor consciente, como contribuirá para o seu aprimoramento, fazendo surgir um eleitor mais atento. Pelo menos deveria ser assim, é o que se espera.

O ELEITOR vai pensar muito no momento de digitar o seu voto na urna. Afinal, ninguém melhor do que ele aprendeu, depois de tudo o que está vendo e ouvindo nos noticiários no rádio, TV e jornais, que a crise econômica  que fez desaparecer empregos e aumentar juros e encarecer alimentos, assim como os  escândalos de corrupção que drenaram recursos públicos que fazem falta na segurança, na educação e na saúde, é consequência direta da atuação dos políticos que cada um escolhe para administrar a cidade, o Estado e o país. Com tal deve pesar, e muito, na hora do voto. E assim deve ser.

CALMA DEMAIS - Estamos no final da campanha eleitoral. O que mais se ouviu durante boa parte dessa campanha foi a afirmação "parece que nem  é período de  eleição". As mudanças da lei eleitoral, além de encurtar o período da campanha, acabaram com comícios e reduziu drasticamente os espaços destinados a propaganda. Se essas mudanças vieram para melhorar ou piorar, só o tempo vai dizer.

É ALTA A TENSÃO entre os candidatos e a militância. Nesses últimos dias, a mobilização se intensificou para valer. As últimas pesquisas para o consumo interno estão saindo. Quem estiver bem na parada, vai respirar mais aliviado. Quem estiver mais ou menos vai tentar chegar lá. Quem estiver mal vai dar o Sprite final. Até porque pesquisa não é garantia de nada. Muitas vezes, a contagem dos votos desmentiu pesquisas.

HAJA SACO - Eleitores de todos os municípios da região são obrigados a assistir pela TV propaganda eleitoral dos candidatos de Santa Rosa. Além do horário político destinado aos candidatos a prefeito, as inserções dos candidatos a vereadores. Os telespectadores que não têm nenhum interesse nas eleições de Santa Rosa são obrigados a assistir. Além disso, pode confundir o eleitor menos instruído.

O PODER DO VOTO - Domingo é o grande dia. O eleitor poderá usar a arma mais poderosa que tem para mudar, se assim entender, os rumos do município. O voto no sistema democrático é um instrumento poderoso que o cidadão dispõe para mudar a história de uma nação. Mas para isso, precisa ser muito bem pensado e analisado antes de ser digitado. Do resultado do seu voto vai depender o futuro do seu município, que vai refletir diretamente na vida da sua cidade, do seu bairro e da sua família. 

CALIBRANDO - ATÉ AGORA pesquisas só para consumo interno. Nenhuma foi divulgada. ESQUECERAM de avisar os candidatos que os cofres das prefeituras estão raspados. CAMPANHA transcorre relativamente calma em toda a região. DEPOIS de Mantega, Palocci. Agora a senadora Gleisi Hoffmann e o marido, ex-ministro Paulo Bernardo. Quem será o próximo? Tem gente de barba de molho. SILENCIARAM os carros de som, agora na reta final só o corpo a corpo. PARA O BEM do povo, que vençam os melhores.  

ÓTIMO FIM DE SEMANA, um bom voto, ouvindo a imortal Mercedes Sosa, dando um play 'Eu só peço a Deus'. 



Indicar a
um Amigo

Comentários

Deixe a sua opinião

Veja Também

23/12/2016   |
16/12/2016   |
12/12/2016   |
02/12/2016   |
25/11/2016   |
18/11/2016   |




Todos os direitos reservados - Jornal Semanal - Três de Maio - RS