Quarta-feira, 18 de julho de 2018
Ano XXX - Edição 1516
(55) 3535-1033
jsemanal@jsemanal.com.br
diagramacao@jsemanal.com.br

A Coluna do J

01/11/2016 - Por J Moraes
Tweet Compartilhar
A VIOLÊNCIA que campeia livre, leve e solta por todos os lados não dá o menor sinal de que está diminuindo. E tem sido tema recorrente em todos os meios de comunicação. E não poderia ser diferente.  Afinal, todo mundo está sujeito a ela. Crimes bárbaros ocorrem praticamente todos os dias, mesmo com todas as ações anunciadas pelo governo. Pelo contrário, parece que está aumentando. A pergunta é: quem e onde será a próxima vítima?
NÃO ADIANTA procurar outro culpado por esta escalada da violência sem precedentes. A culpa está nas leis brandas e na crise econômica. As leis brandas porque não assustam mais os criminosos, e a crise econômica que jogou no desempregou milhões de pessoas. Trabalhadores, não tendo de onde tirar o sustento para a família, descambaram para a criminalidade.  É claro que é uma minoria. Mas uma minoria de 12 milhões é uma multidão.
QUEREM diminuir a criminalidade? Volto a repetir: criem leis mais duras e implacáveis e emprego. Caso contrário, ao invés de diminuir, a violência tende a aumentar. Não é preciso ser nenhum mago para enxergar isso.  Quem viver verá. 
A POSSIBILIDADE de Horizontina ficar sem o atendimento do Samu/Salvar preocupa a comunidade. O serviço que já salvou muitas vidas no município corre o risco de ser interrompido por falta de pagamento. O Executivo Municipal culpa o Estado que não tem repassado os recursos. Menos mal que o futuro prefeito Antônio Lajús já está tratando do assunto e promete encontrar uma solução. 
COM A desistência da Sociedade Educacional Estácio de Sá do Rio de Janeiro, a Unijuí se credencia para o primeiro curso de Medicina na região. Aliás, ninguém entendeu porque uma instituição de ensino superior carioca iria implantar o curso em Ijuí, tendo a Unijuí demonstrado interesse e estrutura para o curso. Coisa de Brasil.
QUANDO teremos nesse país um atendimento para um exame de necropsia eficiente, competente e principalmente humano?  É totalmente inaceitável que familiares de vítimas de acidentes de trânsito e outros tipos de violência fiquem a espera do corpo por até 12 horas ou mais, para velar e chorar o seu ente querido. Toda vez que um fato desses acontece, a história se repete. É revoltante. Políticos e autoridades lavam as mãos. Não é com eles. E o dia que for? Ninguém tá livre, meu!
SE ENTRAR no poço foi difícil para o povo, imaginem como será sair dele. As medidas impopulares que o governo terá que tomar para tentar tirar o país do atoleiro vai atingir frontalmente toda a população. Empresários, trabalhadores, funcionários públicos, profissionais liberais, aposentados, pensionistas, donas de casa, estudantes, enfim, todos vão pagar a conta. Conta da incompetência, da ganância pelo poder, da corrupção, da roubalheira, de um governo que se instalou para saquear o país, sem medir as trágicas consequências. 
ÓTIMO FIM DE SEMANA, curtindo um sonzinho legal do início dos anos 70, com a banda holandesa The Walkers, dando um play na imortal 'There's No More Corn On The Brasos'.




Indicar a
um Amigo

Comentários

Deixe a sua opinião

Veja Também

23/12/2016   |
16/12/2016   |
12/12/2016   |
02/12/2016   |
25/11/2016   |
18/11/2016   |




Todos os direitos reservados - Jornal Semanal - Três de Maio - RS