Terça-feira, 25 de setembro de 2018
Ano XXX - Edição 1526
(55) 3535-1033
jsemanal@jsemanal.com.br
diagramacao@jsemanal.com.br

A Coluna do J

02/12/2016 - Por J Moraes
Tweet Compartilhar
CONSUMO SEGURO
A quantidade de produtos de origem animal industrializados e in natura apreendidos em supermercados da região deve preocupar os consumidores. Se todo esse volume de produtos era impróprio para o consumo e estava sendo comercializado, a saúde da população estava correndo risco. Certamente existem falhas na fiscalização, mas é preciso que os supermercadistas também façam a sua parte, não colocando alimentos à venda sem condições de consumo. Se houve exagero nas ações - e parece que houve - isso deve ser denunciado. Mas nada justifica produtos alimentícios sem as ideais condições de consumo nas gôndolas.  
CRISE CHEGA AO BB
CRISE chega ao maior banco brasileiro. O Banco do Brasil está anunciando o fechamento de mais de 500 agências em todo o país, levando ao desemprego milhares de trabalhadores. Agências certamente serão fechadas aqui na região. O maior banco de fomento da economia brasileira, no comércio, na indústria e no agronegócio não está aguentando os desmandos da economia de sucessivos governos.
AZEDANDO O LEITE 
Mesmo sem ter uma política definida, a atividade leiteira é que está mantendo 70% da população no meio rural. Se essa situação não mudar rapidamente, a atividade corre sério risco. Quem não acreditar é só pesquisar: 8 em cada 10 produtores estão insatisfeitos, e só não abandonam a atividade por falta de opção. Mesmo assim, nos últimos meses, milhares já abandonaram a atividade no Estado. Enquanto isso, políticos, autoridades e empresas  ligadas a cadeia produtiva realizam seminários e eventos para discutir o assunto. Até agora, sem nenhum resultado prático. Sem um preço mínimo compensador, atividade é de alto risco para a maioria dos produtores.
AS MOSCAS CONTINUAM AS MESMAS
Em 7 meses do governo Temer, 6 ministros demitidos. É um recorde. Todos invariavelmente por envolvimento em atos de corrupção e tráfico de influência. Mudou o governo, mas a cúpula continua quase a mesma. O governo que aí está já nasceu contaminado, pois está umbilicalmente ligado ao anterior. Existe uma única diferença: no governo atual o suspeito é logo apeado do cargo. O governo anterior procurava encobrir e blindar o suspeito. Mas ao fim e ao cabo, no frigir dos ovos, mudou o bolo, mas as moscas continuam as mesmas. 
OS DONOS DA GRANA
Mesmo com a crise, o número de milionários no Brasil não para de crescer. Só neste ano o país ganhou mais dez mil afortunados. É o que aponta o relatório anual sobre fortunas feito pelo banco Credit Suisse. O levantamento mostra que, no total, no Brasil há 172 mil pessoas com mais de um milhão de dólares, o equivalente a três milhões 350 mil reais na conta corrente. O banco suíço avalia que o país vive um momento de grande desigualdade. Isso porque, ao mesmo tempo, 24 milhões de brasileiros têm renda inferior a cerca de R$ 834,00. Ainda segundo o relatório, a economia brasileira viu a renda média do trabalhador cair a um terço do que era em 2011. 
ÓTIMO FIM DE SEMANA, orando pelas vítimas do trágico e irresponsável acidente que ceifou a vida da delegação da Chapecoense e jornalistas, espalhando dor e sofrimento por todo o país e mundo afora. Curtindo Titãs, dando um play em Epitáfio.




Indicar a
um Amigo

Comentários

Deixe a sua opinião

Veja Também

23/12/2016   |
16/12/2016   |
12/12/2016   |
25/11/2016   |
18/11/2016   |




Todos os direitos reservados - Jornal Semanal - Três de Maio - RS