Sexta-feira, 22 de março de 2019
Ano XXX - Edição 1549
(55) 3535-1033
jsemanal@jsemanal.com.br
diagramacao@jsemanal.com.br

Economia para Consumo

02/12/2016 - Por João Seno
Tweet Compartilhar
À GUISA DE COMENTÁRIO - NEM TUDO QUE BRILHA É OURO -  O ouro é, sem dúvida, muito cobiçado, por ser metal nobre. E caro. Caro porque é raro. E tudo que é raro é caro. Por tudo isso, o ouro fascina. Fascinam os relógios, as pulseiras, as correntinhas, as medalhas. Nas importantes competições, os troféus de ouro também são muito cobiçados. Esta cobiça humana é natural. Só que nem sempre os que se revestem de ouro ou prata fazem jus ao rico metal. Talvez, melhor seria que se lhes desse um troféu de prata ou cobre. Então, vem o velho ditado, vindo lá das profundezas do tempo: Nem tudo que brilha é ouro. Há outros metais que brilham e até o vidro brilha e pedras preciosas há que emitem seu brilho. No terreno humano muitas vezes se aplica o velho ditado, quando pessoas há que emitem brilho, quando não o têm. Por isso, todo brilho emitido precisa ter sua justa razão. Por isso, vamos dar a César o que é de César e a Deus o que é de Deus, para voltar ao Antigo Testamento. Tudo porque o falso brilho não convence. 
O PESSIMISMO NÃO PRODUZ BOAS SEMENTES E NEM BONS FRUTOS. 
PACOTES - Os governos, tanto o federal, como os estaduais estão preocupados com pacotes. Pacotes cortando tudo o que no tempo das vacas gordas foi dado de lambuja. Tudo com o objetivo de diminuir gastos e tornar viável a governança. No frigir dos ovos, a conta será paga pelo contribuinte, o surrado contribuinte. A incompetência dos governantes nunca é cobrada. 
CRISE VEM AÍ - As prefeituras podem preparar-se para uma forte crise, em 2017. Os prefeitos que vão tomar posse, em 01 de janeiro, podem afiar as facas para fazer os seus cortes. Haverá sérias perdas de retorno do Fundo de Participação dos Municípios, a mais importante receita dos cofres municipais. Está sendo projetada para 2017 uma queda de 353 milhões para os 497 municípios gaúchos. Por isso, haja cortes. Estão sendo sugeridas, pelo menos, 10 medidas para frear a crise. 
CALAMIDADE FINANCEIRA FOI DECRETADA PELO ESTADO. Dias nebulosos vêm aí. 
AUXÍLIO-COMBUSTÍVEL - Acaba de ser autorizada a liberação de R$ 3.000,00 por mês para a ex-presidente Dilma Rousseff a título de auxílio-combustível, com a justificativa de que é um direito que assiste aos ex-presidentes. São R$ 36.000,00 por ano que se vão para o lixo. Só assim a nossa ex-presidente não precisa mais andar de bicicleta. Estas regalias é que são desprezíveis e inaceitáveis. 
TALVEZ NUNCA MAIS - Numa sexta-feira não enluarada o prefeito municipal convidou todos os secretários municipais para participar de uma sessão de fotos para a posteridade, com traje e gravata. Além do Palácio Municipal, outros pontos junto a mais oito obras recentes da administração municipal receberam a visita para clicar flagrantes.. As fotos aconteceram no EMEI Pequeno Príncipe, na Unidade de Saúde do Bairro São Francisco, na Área Industrial II e o seu acesso espetacular, a rua Buricá asfaltada, transformada em avenida Buricá e o incrível acesso viário Setrem-Bela Vista e a rebaixadora da RGE - investimento de 20 milhões. O conjunto das obras tem o investimento de aproximadamente R$ 40 milhões. Aí o estupefato colunista se pergunta: Quando Três de Maio de novo terá obras desta envergadura? Talvez nunca mais. 
O MÊS DE DEZEMBRO É MUITO, MUITO IMPORTANTE PARA O COLUNISTA: ALÉM DE COMPLETAR OS 77 COM O BOTA-FORA, NO DIA 20, REGISTRA-SE A ENTRADA EM TERRITÓRIO TRESMAIENSE, NO DIA 13 DE DEZEMBRO DE 1.961. 




Indicar a
um Amigo

Comentários

Deixe a sua opinião

Veja Também

15/03/2019   |
08/03/2019   |
01/03/2019   |
22/02/2019   |
15/02/2019   |
08/02/2019   |




Todos os direitos reservados - Jornal Semanal - Três de Maio - RS