Terça-feira, 20 de novembro de 2018
Ano XXX - Edição 1534
(55) 3535-1033
jsemanal@jsemanal.com.br
diagramacao@jsemanal.com.br

A arte de liderar

12/12/2016 - Por Jornal Semanal
Tweet Compartilhar
O ato de liderar requer várias qualidades. Dentre elas, aponta-se a necessidade do líder transmitir confiança aos seus liderados, para que assim construam um trabalho em equipe e sintam-se incentivados a alcançar os objetivos almejados. Além disso, o líder deve saber escutar opiniões de sua equipe para obter diferentes visões do todo, agregando mais valor ao resultado final. Vale ressaltar ainda que todo bom líder deve reconhecer com afetividade e amor o trabalho desenvolvido por seu time em prol de um bem em comum.
Dentro do âmbito do empreendedorismo destaca-se a cultura, que se dá por meio de inúmeras influências transmitidas pelo líder, este que por sua vez utiliza-se da vontade e atitude para transformar seus liderados e desta forma auxiliá-los nos processos táticos, operacionais e estratégicos. Esses processos tendem, por consequência, guiar a equipe em direção ao sucesso e a felicidade tanto na vida pessoal quanto no ambiente profissional.
Liderar, ou seja, exercer liderança sobre outras pessoas, subordinados ou não, é uma tarefa desafiadora. São necessárias muitas características para que alguém seja visto como um líder: é preciso que a pessoa encarregada de liderar tenha ética, demonstrando em suas ações os princípios sobre os quais prega, que fale menos do que efetivamente faz, pois exemplos são melhores que palavras para servir de inspiração. Agindo dessa forma, com sacrifício pelo que faz, mostra em suas atitudes responsabilidade com os demais, com a empresa e com os subordinados, alcançando congruência, similaridade entre o que faz e o que fala. Assim, garantirá o envolvimento daqueles a quem lidera para garantir o atingimento dos resultados propostos.
Um bom líder necessita adquirir conhecimento sobre todas as áreas que ele exerce, principalmente sobre sua equipe de trabalho. Precisa estar disposto a exercitar sua liderança de forma que seus liderados tenham autonomia para tomar decisões, compartilhar informação e testar novas coisas, em que as pessoas se sintam encorajadas a melhorar cada vez mais suas habilidades, assim evitando possíveis conflitos entre os mesmos, desenvolvendo um ambiente agradável que transmita alegria, motivando-os ao crescimento tanto pessoal como profissional.
No desempenho da liderança se faz de fundamental importância o desenvolvimento do todo, onde cada colaborador possa participar de sua forma e com seu nível de maturidade, gerando ideias inovadoras e úteis para o crescimento pessoal, profissional e organizacional. A realização das diversas funções da liderança, seja por parte do líder ou dos seus liderados, deve ter certa excelência, proporcionando satisfação de toda uma equipe, além da eficiência e eficácia do trabalho. Lembrando que o crescimento organizacional só será possível se os membros ali presentes se sentirem satisfeitos com as atividades realizadas e com o relacionamento que possuem uns com os outros. Ainda podem contar com o auxílio de diversas ferramentas, como a tecnologia, para que as atividades tornem-se mais fáceis e prazerosas.
No contexto de liderança, em que as atitudes são provindas daquilo que acreditamos, atuando como propulsoras ou limitadoras na busca por um ideal, o bom relacionamento em equipe deve envolver a participação do grupo. Isto torna importante o fato de o líder se colocar no lugar dos subordinados, não apenas como chefe, mas como integrante do grupo e principalmente como ser humano. Ao promover esta interação da equipe, o líder adquire autoridade influenciando por meio da motivação, e alcançando assim os objetivos propostos, superando possíveis conflitos ou dificuldades encontradas.
Um bom líder deve servir de exemplo para todos que estão ao seu redor. Deixar seus funcionários bem informados é uma pratica habitual de extremo valor do líder, onde o comprometimento com o desempenho da empresa se torna indispensável para prevenir problemas futuros, colaborando para o crescimento não somente da organização, mas também dos líderes, pois todos devem estar em constante evolução.
Quando pensamos em liderança, muitas palavras nos vêm em mente, principalmente quando nos desafiamos a tornar-se um bom líder, sem medirmos esforços para isso. A comunicação é uma delas, a tomada de decisão, conhecimento e objetivos também. Todo líder deve ser apaixonado pelo que faz, pois irá influenciar muito ao longo de sua jornada e através da sociabilidade fará com que todos trabalhem como uma equipe. O poder deve ser utilizado não para forçar as conquistas das metas traçadas, mas sim influenciá-los a fazer isso com prazer.
Na arte da liderança, o líder deve ter muitas competências, dentre essas, a capacidade de se adaptar às mudanças, ser verdadeiro e desafiador, sempre agindo com muito respeito em todas as ocasiões para ser capaz de motivar o seu grupo a acompanhá-lo. E para isso, o líder precisa ser solidário e gentil com as pessoas do seu grupo, preocupando-se com a autoestima de todos, porém, sem deixar sua autoridade de lado. O sucesso de um líder depende de todas essas competências e atitudes, porém só isso não é o suficiente. Existe suficiente para a liderança?


Texto produzido pelos acadêmicos do 4º semestre dos cursos de Administração e Sistemas de Informação da Setrem
 a partir de um exercício com palavras soltas. As palavras grifadas foram as palavras trabalhadas por 47 alunos, 
sob a orientação da professora Cecilia Smaneoto.



Indicar a
um Amigo

Comentários

Deixe a sua opinião

Veja Também

16/11/2018   |
09/11/2018   |
19/10/2018   |
11/10/2018   |
05/10/2018   |
28/09/2018   |




Todos os direitos reservados - Jornal Semanal - Três de Maio - RS