Terça-feira, 25 de setembro de 2018
Ano XXX - Edição 1526
(55) 3535-1033
jsemanal@jsemanal.com.br
diagramacao@jsemanal.com.br

A Coluna do J

12/12/2016 - Por Jornal Semanal
Tweet Compartilhar
LÁ E CÁ - Em Três de Maio, o prefeito eleito Altair Copatti parece que  está enfrentando dificuldade para definir o seu secretariado. Ou está escolhendo seu time com muito cuidado ou está sendo difícil encontrar as pessoas certas. Por enquanto, muitas especulações sobre prováveis secretários, mas definição nenhuma. Deverão aportar por aqui integrantes dos seus governos anteriores que estavam fora do município. A situação não é muito diferente em Horizontina, onde o prefeito Antônio Lajús ainda não definiu seu time. Embora alguns já tenham se tornado públicos, casos de Marco Aurélio Schneider, secretário-geral de governo e Zuleika Wehner, secretária de saúde.

CÁ E LÁ - Em relação à Câmara de  Vereadores, o que parecia tranquilo dentro de uma normalidade democrática, não está tão tranquilo assim.  Em Três de Maio, como se sabe, a oposição terá maioria simples, com seis cadeiras, sendo quatro do PP e duas do PMDB, o que poderia indicar  absoluta tranquilidade, mas parece que  não é bem assim. Vamos aguardar os fatos. Em Horizontina, a situação tem maioria e tudo fica muito mais tranquilo. Com essa maioria a situação não deverá encontrar dificuldade em eleger a nova mesa diretora e, por consequência, a destinação dos cargos. Com se vê, tanto no Executivo, quanto no Legislativo, as coisas andam mais tranquilas, ou mais fáceis, como queiram, em Horizontina.

ME ENGANA QUE EU GOSTO - Coisas de Brasil. Há cerca de 20 dias a Petrobrás anunciava em manchetes garrafais a redução no preço dos combustíveis. Não era aquela redução, apenas alguns centavos, tanto que os consumidores nem chegaram a sentir no bolso, até  porque alguns postos nem chegaram a repassar para os consumidores. Pois agora a mesma Petrobrás anuncia o aumento nos combustíveis. Com isso, o consumidor terá que desembolsar 5,5% a mais para abastecer com diesel e 3,4% com gasolina. E que já esta nas bombas. Quer dizer, quando diminui o preço são alguns caraminguás, já quando aumenta é pra valer. Certamente vai se refletir de várias formas no sofrido bolso do cidadão. Mas essa vai ser a sina daqui para frente. Por muito tempo vamos pagar o rombo na Petrobrás.

HERANÇA MALDITA! Idade mínima para aposentadoria será de 65 anos e tempo contribuição salta de 15 para 25 anos. É o que prevê a proposta de emenda constitucional enviada pelo governo ao Congresso. Para os homens com mais de 50 anos hoje e as mulheres com mais de 45 haverá uma regra de transição: um acréscimo de 50% ao tempo que faltaria para o trabalhador se aposentar pela regra atual. Conclusão: quando a maioria dos trabalhadores brasileiros se aposentar, estará com o pé na cova ou muito próximo dela. E pior, o salário da maioria, que já é uma miséria, com certeza vai diminuir ainda mais. Esse é o Brasil que os brasileiros estão herdando.

ÓTIMO FIM DE SEMANA, comemorando o penta da Copa do Brasil ao som do Queen, dando um play em 'We are the champions'. Muito provavelmente domingo teremos mais motivo para comemoração.




Indicar a
um Amigo

Comentários

Deixe a sua opinião

Veja Também

23/12/2016   |
16/12/2016   |
02/12/2016   |
25/11/2016   |
18/11/2016   |




Todos os direitos reservados - Jornal Semanal - Três de Maio - RS