Quarta-feira, 13 de dezembro de 2017
Ano XXIX - Edição 1487
(55) 3535-1033
jsemanal@jsemanal.com.br
diagramacao@jsemanal.com.br

Obesidade infantil

03/03/2017 - Por Yara Lampert
Tweet Compartilhar
Considerada uma epidemia mundial, sobretudo em países em desenvolvimento, a obesidade infantil é uma condição  em que o excesso de gordura corporal afeta negativamente a saúde e/ou bem-estar de uma criança.
Os quilos extras podem causar doenças como diabetes, hipertensão, colesterol elevado, além de baixa autoestima, depressão e bullying por parte dos colegas.
Diversos fatores podem causar obesidade infantil. Entre os mais comuns estão a genética, má alimentação, sedentarismo ou combinação destes fatores. A obesidade também pode ser decorrente de uma condição clínica como doenças hormonais ou uso de medicamentos a base de corticoides. Fatores comportamentais e psicológicos também podem contribuir. Por isto, a avaliação médica especializada é importante para detectar/tratar eventuais fatores que possam ser corrigidos. 
Para falar mais sobre este tema tão importante, trago dados e uma entrevista com a médica endocrinologista Mônica de Castilhos (CRM-RS 29575).

No Brasil
Meninos entre 5 e 9 anos 
- 34,8% sobrepeso e 16,6% obesidade
Meninos entre 10 e 19 anos 
- 21,7% sobrepeso e 5,9% obesidade
Meninas entre 5 a 9 anos 
- 32 % sobrepeso e 11,8 % obesidade
Meninas entre 10 e 19 anos 
- 19,4 % sobrepeso e 4% obesidade
Usando curvas específicas para sexo e idade

Dicas de prevenção: 
- Modere nas frituras e gordura dos molhos nas carnes e saladas;
- Evite refeições fora de casa; 
- Invista nas frutas, legumes e vegetais;
- Prefira alimentos integrais aos refinados;
- Evite alimentos carregados de açúcar, sódio e gorduras;
- Sirva porções moderadas e não force seu filho a comer toda a quantidade servida no prato se ele não tiver vontade de comer;
- Controle o tempo na frente de TV, computador e videogame;
- Estimule seu filho a realizar alguma atividade física. Brincadeiras como pega-pega e esconde-esconde são divertidas e ajudam bastante na prevenção.

VERDADES
1 - Filhos de pais obesos têm mais chance de serem obesos. Se um dos pais é obeso, a criança tem até 40% de chance de desenvolver a doença. Se a obesidade atingir os dois pais, o risco aumenta para 80%;
2 - Ganho de gordura de uma criança até os 4 anos de idade pode determinar se ela será um adulto obeso. Nessa fase, ocorre um aumento do número de células de gordura, mas se os hábitos forem se modificando, é possível fazer o controle;
3 - Excesso de atividades que induzem a criança ao sedentarismo (muitas horas diante da TV, videogame, computador, celular) aumenta os riscos de desenvolver a doença;
4 - Aleitamento materno é um importante aliado na prevenção da obesidade infantil;
5 - Consumo de refrigerantes, bebidas adoçadas (sucos industrializados), guloseimas adoçadas, devem ser evitados / diminuídos.

MITOS
1 - "Bebê saudável é bebê gordinho". Isso é um mito, pois os problemas de excesso de peso podem surgir em qualquer faixa etária;
2 - "Se a criança for gordinha, certamente será um adulto obeso". Embora possua uma probabilidade maior do que as demais, se houver uma mudança de hábitos alimentares, há grandes chances de ela não se tornar um adulto com problemas de excesso de peso;
3 - "Emagrecer é apenas uma questão de força de vontade". Vale ressaltar que a fisiopatologia da obesidade é complexa e envolve vários fatores, como a genética e problemas hormonais, que podem ser detectados e corrigidos;
4 - "Toda criança obesa ingere quantidade maior de alimentos". Embora se alimentem mais do que o necessário, crianças com metabolismo lento ou maior facilidade de acumular gordura no organismo acabam sendo mais propensas ao excesso de peso;
5 - "Para meu filho emagrecer, preciso optar por uma dieta radical, cortando carboidratos e doces". Não é bem assim. Por meio de uma reeducação alimentar moderada, é possível atingir o objetivo. E não se esqueça de dar o exemplo!

Dra. Mônica atende no Centro Clínico Viva Vida. 
Agendamentos pelos telefones 3535-2034, 98103-000 e 9996 -9043. 






Indicar a
um Amigo

Comentários

Deixe a sua opinião

Veja Também

08/12/2017   |
01/12/2017   |
24/11/2017   |
17/11/2017   |
10/11/2017   |
03/11/2017   |




Todos os direitos reservados - Jornal Semanal - Três de Maio - RS