Terça-feira, 17 de julho de 2018
Ano XXX - Edição 1516
(55) 3535-1033
jsemanal@jsemanal.com.br
diagramacao@jsemanal.com.br

Encontro da Mulher Três-Maiense dá continuidade à programação do Mês da Mulher

09/03/2018 - Por Jornal Semanal
Tweet Compartilhar
7º MÊS DA MULHER TRÊS-MAIENSE

Por mais mulheres 'de bem com a vida' 

Lema do XXI Encontro da Mulher Três-Maiense propõe um convite para a reflexão, 
o debate, os caminhos e os desafios das mulheres na atualidade

Está em andamento a programação do 7º Mês da Mulher de Três de Maio. No dia 1º, ocorreu a primeira atividade alusiva, com a distribuição do cartaz que contém o número do disque-denúncia da violência contra a mulher - o Disque 180 - e o número do Centro de Referência da Mulher Flor de Liz, em estabelecimentos comerciais da cidade. 
No dia 2, foi celebrado o Dia Mundial da Oração, com celebração na Igreja Matriz Católica, com o tema "Toda criação de Deus é muito boa". Na quarta, ocorreu o Café da Manhã com empresárias, no auditório da ACI.
Ontem, Dia Internacional da Mulher, o ponto alto da programação foi realizado no salão da comunidade evangélica São Paulo. O XXI Encontro da Mulher Três-Maiense contou com apresentação do projeto "Harmonia em Casa", pela juíza de Direito Eliane Aparecida Resende, executado em parceria com a Setrem e, na sequência ocorreu palestra com a diretora geral do Hospital Vida & Saúde, Vanderli Machado de Barros, sobre "Cuidar das Mulheres é Cuidar da Família".  
Na abertura do encontro, a secretária municipal de Políticas da Mulher, Márcia Herbertz, enalteceu a equipe do Centro Flor de Liz, que semeou a semente há 16 anos, e hoje, por meio de equipe técnica qualificada, atende às mulheres em situação de violência. 
Segundo Márcia, o que se quer para a mulher durante todo o ano, é uma vida melhor,  um viver bem. "Queremos que nossas famílias estejam bem e, para isso, precisamos melhorar a cada dia, criando novas formas de cultura, novas formas de esporte, hobby, novas alegrias", destacou. Para a secretária, o evento propõe "um convite para a reflexão, o debate, os caminhos e os desafios das mulheres na atualidades; e para onde elas devem caminhar". 
Conforme Márcia, no município, há mais de cinco anos não se tem nenhum caso de feminicídio. Porém, existem outros tipos de mortes de mulheres que "a gente não quer mais que aconteça". E por isso, o tema dos debates é a busca de estar 'De bem com a vida'. "É isso que queremos: viver com qualidade, dignidade, paz e justiça", disse.

Descerramento da fita da exposição "Nem tão doce lar", pelo prefeito Copatti, juíza de Direito Eliane Resende, presidente do Comdim, Ivone Streicher e secretária de Políticas da Mulher, Márcia Herbertz, dando início à mostra

Comdim quer estar vinculado à Secretaria de Políticas da Mulher
A presidente do Conselho Municipal dos Direitos da Mulher (Comdim) de Três de Maio, Ivone Bado Streicher ressaltou que a caminhada e a luta das mulheres no município ocorre há mais de 20 anos, e que é necessário que se construa, cada vez mais, a cultura de paz. Ela enfatizou ainda, que as integrantes do Comdim, querem regulamentar o conselho junto à Secretaria de Políticas da Mulher. "Queremos regularizar o Comdim, porque ele ainda está ligado à Secretaria da Educação. E nós queremos que fique vinculado à Secretaria da Mulher. Conto com o apoio do Legislativo e Executivo, em nome de todas as mulheres três-maienses, para que sejamos atendidas", declarou.

'Não se pode perder de vista a luta pela frente', avalia assessor da FLD, Rogério Aguiar 
Na sequência, falou o assessor da exposição "Nem tão doce lar", da Fundação Luterana de Diaconia, Rogério Aguiar. 
Conforme ele, a exposição é uma metodologia diaconal da Fundação Luterana de Diaconia (FLD), e consiste na réplica de uma casa, com representação de cenários que auxiliam os visitantes a identificarem sinais sutis e explícitos da violência doméstica e familiar. 
Rogério lembrou que "o 8 de março é visto como dia festivo de celebração, quando muitas mulheres recebem botões de rosa e chocolates". Porém, "é um dia que teve sua origem na luta das mulheres, por melhores condições de vida, direitos e melhores condições de trabalho, ou seja, também é um dia de resistência".
O assessor apresentou dados sobre a violência contra a mulher, do Instituto Patrícia Galvão. "São dados alarmantes, assustadores, e que lamentavelmente, apontam o Brasil como o quinto país no mundo com mais assassinatos de mulheres. Em 2012, éramos o sétimo país em feminicídio, hoje somos o quinto. No País, ocorrem 5 espancamentos de mulheres a cada dois minutos; 503 mulheres são vítimas de agressão a cada hora; uma mulher é assassinada a cada duas horas e há um caso de estupro a cada 11 minutos", informou.
Para Rogério, há de celebrar as conquistas até aqui, mas não se pode perder de vista a luta pela frente, pela garantia de direitos das mulheres. "A ONU (Organização das Nações Unidas) classificou o Brasil como um país de violência endêmica, ou seja, é uma epidemia, e vamos ter que conter essa violência. E isso só vai acontecer se fizermos um trabalho coletivo".
O assessor avaliou que o município de Três de Maio, não é a regra, mas a exceção, por ter uma rede de apoio bem estruturada. "Essa infelizmente, não é a realidade da maioria dos municípios do RS e do Brasil", lamentou. 

'Luta das mulheres não é de esquerda ou direita', diz prefeito Copatti
Em seu pronunciamento, o prefeito Altair Copatti, destacou que "a luta das mulheres não é uma luta nem de esquerda ou de direita, é uma luta da humanidade". "É uma luta de pessoas, da família, do ser humano. São bem-vindos todos os que querem debater este tema, e estejam comprometidos com esta realidade, que não é animadora. Aqui em Três de Maio, talvez seja uma exceção, pois já tem a rede estruturada, mas também temos muito que avançar ainda", disse, lembrando que "não se avança, não se fazem melhorias, sem que as mulheres sejam as protagonistas". 

Programação continua até o dia 24
Após, foi feito o descerramento da fita da exposição "Nem tão doce lar", pelas autoridades, dando início à mostra, que permanecerá aberta para visitação até o dia 17, das 9h às 11h 30min e das 14h às 17h, no Templo Antigo da Comunidade Evangélica São Paulo.
O encontro teve ainda, oficinas à tarde, com as profissionais Camila Demboski, quiropraxista, sobre "Cuidados com a Coluna Vertebral" e Gisele Trevisan, pós graduada em Fisioterapia Pélvica. 
Amanhã, sábado, será realizado culto em homenagem à Mulher Comunidade São Pedro - IELB. No domingo, almoço festivo na Igreja Congregacional. Na segunda, 12, Sessão Solene em Homenagem às Mulheres, às 19h, na Câmara Municipal de Vereadores de Três de Maio.
Durante toda a semana ocorrem eventos alusivos, e no dia 16, será a abertura do novo local do Centro de Referência Flor de Liz, às 9 horas, com visitação. 
A programação segue até o dia 24, sábado, à tarde, quando encerra com o Chá da Oase, em Entrada da Barrinha, no salão da comunidade.

FOTOS: MURIAN CESCA


Indicar a
um Amigo

Comentários

Deixe a sua opinião

Veja Também

13/04/2018   |
23/03/2018   |
09/03/2018   |
20/10/2017   |
08/09/2017   |




Todos os direitos reservados - Jornal Semanal - Três de Maio - RS