Sexta-feira, 18 de janeiro de 2019
Ano XXX - Edição 1541
(55) 3535-1033
jsemanal@jsemanal.com.br
diagramacao@jsemanal.com.br

Economia para Consumo

23/11/2012 - Por João Seno
Tweet Compartilhar
À GUISA DE COMENTÁRIO  -  QUESTÃO DE ÉTICA  - Está em discussão - depois do episódio da venda da virgindade da catarinense Ingrid Migliorini, para um japonês por US$ 780 mil - aproximadamente R$ 1,6 milhões - se tudo pode ser comprado. Existem dois aspectos, ou pontos de vista: o econômico e o ético. Sob o ponto de vista econômico não haveria nada a opor. Esta transação não há por que proibir, porque se opera uma ação de compra e venda entre adultos que agem de livre e espontânea vontade e nenhum terceiro resta prejudicado. Sob o ponto de vista ético, contudo, há objeções, porque trocar sexo por dinheiro é degradante para ambos os parceiros, porquanto fere a dignidade humana. Ao menos, assim o entende o filósofo alemão, Emanuel Kant, autor da Crítica da Razão Pura. Cada qual pode tirar sua conclusão. Fica a pergunta: estamos virando uma sociedade meramente venal?  Os defensores da ética dizem: QUE VERGONHA! 7777
MAIS ÉTICA  - Usar dinheiro, dinheiro público, dinheiro do povo, para comprar apoio político, como José Dirceu, José Genoíno e Delúbio Soares fizeram, é tão condenável quanto a atitude da catarinense Ingrid Migliorini, que pôs à venda sua virgindade. Neste caso, houve abuso do poder sobre a sociedade e, no outro caso, sobre o corpo.
A FRASE: "Vender a virgindade e comprar o apoio de partidos políticos são duas atitudes que revelam em seus autores a mesma concepção utilitarista  e rasa da vida. Uma deprecia a intimidade. A outra ultraja a democracia".  Reportagem da Revista VEJA, edição desta semana.
DERROTAS - Uma derrota do governo do Estado: negativa do Supremo Tribunal Federal em conceder liminar, suspendendo o reajuste do piso do magistério pelo Fundeb. Outra derrota: na mesma semana em que o STF negou a liminar para mudar o critério de correção  do piso, o Judiciário gaúcho suspendeu o aumento da contribuição previdenciária - o IPERGS - de 11% para 13,25/%.
PITACOS - Por que a nossa presidente, quando participa de encontros internacionais, como ainda agora, na Europa, dá pitacos nas medidas adotadas para a crise europeia? Não temos nada, ou muito pouco, para ensinar aos europeus.
NOVO ENCONTRO  - No dia 29, semana que vem, haverá novo encontro dos prefeitos em Brasília. A comitiva de prefeitos gaúchos pretende liberar repasse de R$ 350 milhões, como parcela extra do Fundo de Participação dos Municípios, para salvar  o orçamento de 2012. A coisa está feia nas prefeituras, porque os gastos têm sido maiores do que as receitas e isso pode dar ficha suja e até cadeia.
SETOR LÁCTEO  -   O setor lácteo do Estado não concorda com a importação do Uruguai e da Argentina de produtos lácteos. Os representantes dos diversos segmentos do leite querem que o governo estabeleça limites às importações. A importação de produtos lácteos subiu de 79 mil toneladas entre janeiro e setembro de 2010 para 129,2 toneladas, nos nove primeiros meses deste ano. A entrada de produtos lácteos dos países vizinhos estaria tirando empregos nos laticínios brasileiros. 
MAIS IRRIGAÇÃO  - Este é o programa lançado pelo governo federal. A previsão é de investimentos da ordem de R$ 10 bilhões em investimentos em projetos de infraestrutura hídrica e produção agrícola. R$ 190 milhões deverão ser canalizados para o Estado. Boa notícia. 




Indicar a
um Amigo

Comentários

Deixe a sua opinião

Veja Também

18/01/2019   |
11/01/2019   |
21/12/2018   |
14/12/2018   |
14/12/2018   |
07/12/2018   |




Todos os direitos reservados - Jornal Semanal - Três de Maio - RS