Sábado, 18 de agosto de 2018
Ano XXX - Edição 1520
(55) 3535-1033
jsemanal@jsemanal.com.br
diagramacao@jsemanal.com.br

Golpe do mel é aplicado em idosa em Três de Maio

13/04/2018 - Por Jornal Semanal
Tweet Compartilhar
Do falso sequestro ao bilhete premiado, tenha cuidado com os golpes
Com uma conversa envolvente, estelionatários fazem cada vez mais vítimas. Na tarde de segunda, 9, foi a vez de uma idosa de 76 anos, cair no golpe do mel e perder R$ 300 com a fraude, em Três de Maio.
O caso ocorreu quando um homem chegou na residência da vítima, no Bairro Oriental, e, usando de má-fé, disse que o filho dela havia encomendado o produto. Acreditando no papo do homem, a idosa entregou o dinheiro para pagar o mel, que supostamente, o filho havia encomendado. No total, a idosa pagou a quantia por cinco litros de mel.
Segundo informações do site No Ar Notícias, mesmo depois de receber o valor solicitado, o homem ainda pediu mais R$ 100,00, para uma encomenda antecipada, porém, a mulher não acatou o pedido do estelionatário.
De acordo com relatos de uma vizinha, o golpista aparentava ter cerca de 60 anos de idade e cabelos grisalhos, e saiu em um veículo Fiat Strada cinza.
O produto entregue na casa da idosa parecia ser mel caseiro feito de essência artificial.

Fique atento aos tipos de golpes mais aplicados e saiba como se proteger:
Perfil falso
Com a internet, os golpistas se sofisticaram. Um dos mais frequentes são aplicados nas redes sociais, incluindo o Facebook, e em sites de namoro e relacionamento, quando os suspeitos criam um perfil falso para iludir  pessoas solitárias e vulneráveis. As vítimas frequentemente saem com prejuízos financeiros, pois os cibercriminosos, passam a pedir dinheiro para elas.  Uma dica para evitar esse tipo de golpe é verificar se o perfil conta com fotos e publicações recentes ou amigos em comum.

Bilhete premiado
Normalmente aplicado em dupla. Um aborda a vítima e mostra um bilhete de loteria supostamente premiado. Diz ter dificuldade em pegar o prêmio, pede ajuda e promete uma recompensa. O outro golpista se aproxima e entra na conversa, convencendo a vítima a ajudar. O dono do bilhete convence a vítima a ficar com o prêmio, mas pede uma garantia em dinheiro. Com a grana na mão, os vigaristas dão um jeito de fugir.

Sequestro
O criminoso liga para a vítima, diz ter sequestrado um parente dela e pede um depósito numa conta. Avisa que vai matar o sequestrado se a pessoa desligar o telefone. Neste caso, procure entrar em contato com a pessoa que alegam ter sido sequestrada e, caso não consiga, pergunte algo que apenas aquela pessoa saberia responder (apelido, nome de um familiar, do melhor amigo ou do animal de estimação). Fique atento se a ligação é de um código de área de outro Estado ou de número bloqueado.

Prêmio
Por telefone, o falsário diz ser funcionário de uma rede de tevê ou de uma empresa de telefonia. Afirma que a vítima ganhou um prêmio e, para recebê-lo, é necessário comprar cartões para celular e informar os códigos, sem desligar.

E-mail infectado
A vítima recebe mensagens informando pendências em bancos ou órgãos públicos, como a Receita Federal. As mensagens são falsas e contaminadas com vírus espiões, que recolhem informações sobre o usuário do computador.

Aposentadoria
Ocorre próximo às agências bancárias e do INSS. Os golpistas oferecem aos idosos agilidade no processo de aposentadoria e, para tanto, cobram um determinado valor adiantado. Fornecem uma lista de documentos a serem providenciados, bem como um cartão com endereço. De posse dos documentos, o idoso procura o local indicado, mas o endereço não existe.

Empréstimo
O estelionatário anuncia em classificados, empréstimos e financiamentos sem burocracia. Só que o cliente tem que pagar uma taxa para liberar o crédito.

Boleto
Se o boleto vier através de um e-mail com arquivos anexos, notificações de pagamentos ou links, desconfie. Checar as informações da fatura, e desconfiar se a leitura do código de barras falhar, são algumas recomendações. Leia bem pois a maioria dos documentos falsos costumam ter diferenças no padrão de formatação e erros básicos de português. 

FOTO: ANTÔNIO DE OLIVEIRA/NO AR NOTÍCIAS



Indicar a
um Amigo

Comentários

Deixe a sua opinião

Veja Também

03/08/2018   |
27/07/2018   |
06/07/2018   |
06/07/2018   |
08/06/2018   |
18/05/2018   |




Todos os direitos reservados - Jornal Semanal - Três de Maio - RS