Segunda-feira, 27 de maio de 2019
Ano XXX - Edição 1558
(55) 3535-1033
jsemanal@jsemanal.com.br
diagramacao@jsemanal.com.br

À GUISA DE COMENTÁRIO - CONCORDINO E O CONCORDÔMETRO

30/11/2012 - Por João Seno
Tweet Compartilhar
À GUISA DE COMENTÁRIO  -  CONCORDINO E O CONCORDÔMETRO   -  Se se concorda com tudo que se passa, sou tachado de concordino. E, se não concordo com nada, estou de mal com a vida e sou um chato, no mínimo. Então, é preciso buscar o meio termo - in medio stat virtus - ali está o equilíbrio. É preciso concordar com o que é conveniente  e viável. E com aquilo que é inconveniente não dá para concordar. Não dá para bater palmas para tudo. É impossível. Com tantas discrepâncias que nos cercam, é preciso ficar de olho aceso e ligar o concordômetro. Ou por questões de conveniência deve-se engolir sapos o tempo todo e assinar em baixo sempre? Se concordo com tudo que fazem por aí? Negativo! Aí estaria fraudando minhas convicções. 
O BRASIL PODE?  -  Na Espanha, a presidente Dilma Rousseff disse que "o Brasil poderá contribuir, para que haja crescimento em países europeus atingidos pela crise econômica internacional". Pelo jeito, o Brasil está podendo. Será que é tudo isso? 
XINGAMENTOS  -  Não chamo sequer de pronunciamentos o que certos vereadores fazem da tribuna da Câmara. São xingamentos que não merecem a oitiva. Interessante que vem agora essa saraivada de xingamentos, passadas as eleições. Pelo jeito só pode ser derretimento de bílis. É assim que acontece no futebol, depois do rebaixamento, vem a choradeira, a ronha, o bate-boca estéril e o desrespeito a jogadores e dirigentes. Tenham dó, senhores vereadores! Respeitem, ao menos, os cidadãos de boa índole. Por que tanta raiva? Por que tanta fúria? As urnas deram o seu recado. Xingar agora não adianta. 
MAIS BOA NOTÍCIA   - Vem vindo por aí a Super Tec de Santa Maria. Os investimentos continuam vindo para Três de Maio. É bom acompanhar a contagem dessas conquistas, para não perder a conta. Sempre é bom lembrar que nada cai do céu. 
MERCADO ESCASSO  - A imprensa divulga que o mercado está escasso para treinadores de futebol. Será mesmo? Um mercado que paga salários milionários para treinadores de ponta - fora premiações - pode estar escasso?  Fala-se em salários acima de R$ 700 mil. Ora! Ora!
INJUSTIÇAS  - Meu falecido pai, ainda no meu tempo de guri, dizia: "o cavalo que puxa a carroça é tratado com capim-elefante e o cavalo que o patrão monta recebe a alfafa"(naquele tempo era o melhor pasto, porque ainda não havia ração concentrada). Com isso, ele queria dizer que na vida há injustiças.
TUDO NA VIDA TEM SEU COMEÇO, MEIO E FIM: PONTO DE PARTIDA, APOGEU, DECADÊNCIA. A política e o futebol nos ensinam isso. Assim também foi no Império Romano.   
PRESENTE DE NATAL  - Mais um aumento do combustível pode ser o presente de Natal da Petrobrás. A previsão é de um aumento de 8%, completando 15% no ano de 2012. Bem acima da inflação do período. As gorduras da Petrobrás estão terminando. 
COBRANÇA DE DÍVIDAS - O Estado, que está numa pindaíba federal, não consegue cobrar dívidas de empresas, apesar das facilidades concedidas para regularizar o débito. Dos R$ 44 bilhões, R$ 26 bilhões são simplesmente incobráveis, porque são débitos de empresas falidas. 
O JOVEM NÃO TEM MEDO DE DESAFIO.  TEM MEDO DE UMA VIDA SEM SENTIDO.   




Indicar a
um Amigo

Comentários

Deixe a sua opinião

Veja Também

17/05/2019   |
10/05/2019   |
04/05/2019   |
26/04/2019   |
12/04/2019   |
05/04/2019   |




Todos os direitos reservados - Jornal Semanal - Três de Maio - RS