Sábado, 27 de maio de 2017
Ano XXIX - Edição 1458
(55) 3535-1033
jsemanal@jsemanal.com.br
diagramacao@jsemanal.com.br

Marlon Fernando Simon

30/11/2012 - Por Jornal Semanal
Tweet Compartilhar
Nome: Marlon Fernando Simon 
Idade: 28 anos.
Solteiro.
Natural de: Três de Maio.
Reside em: Três de Maio.
Filho de: Flávia e Marino Simon. 
Formação em: Direito.
Profissão: Advogado.
Leia-se: SIMON Advogado.
Se pudesse mudar de profissão, seria: compositor/músico.
Jamais poderia trabalhar como: técnico em informática.
O que mais gosta em seu trabalho: conseguir ajudar as pessoas nos seus anseios, na solução dos problemas e conflitos; o conhecimento adquirido todos os dias e o contato com todos.
Para que fins faz uso da internet: é ferramenta indispensável ao ofício (notas de expediente, jurisprudências, processos). Na Justiça Federal o processo é todo virtual. Também utilizo para compras, comunicação, informação e lazer.
Como você se define: uma pessoa do bem, que busca melhorar cada dia, com o coração aberto e um sorriso no rosto, um amigo sincero, um profissional dedicado e peleador. 
Que momento da sua vida você escolheria para reviver: a infância é um tempo mágico.
E que momento você gostaria de apagar: nenhum. Tudo é aprendizado. Tudo.
Qual a lembrança da sua infância mais marcante: o convívio com meu avô, seu Lucídio.
Que habilidades gostaria de ter, mas não tem: a esmagadora maioria das habilidades pode ser desenvolvida na mesma medida da dedicação. Confesso que gostaria de cantar como Wilson Paim ou César Passarinho, por exemplo. Diante a limitação, fico só na declamação.
O que gostaria de ter sabido antes: que primeiro temos que arrumar dentro para buscar fora.
O melhor conselho que já recebeu: lembrei de uma frase do professor Gretz: "Sábio é aquele que dá valor ao que tem antes de perder".
Um presente que nunca esqueceu: quando criança ganhei um Jeep movido por pedais que só deixei de brincar quando não couberam mais as pernas.
Qual é o seu bem mais precioso: Minha família, toda ela, disparado.
Programa de fim de semana: Encontro com os amigos, indiadas, estudos, e, por algumas horas, um compromisso comigo mesmo.
Qual seu hobby: respondo com outra frase: "A música é celeste, de natureza divina e de tal beleza que encanta a alma e a eleva acima da sua condição." Aristóteles.
Um gosto inusitado: adoro a segunda-feira!
Um momento marcante: o primeiro dourado, 8kg, saltando em meio rio Uruguai. Pescaria com meu tio Milton, meu pai e meu avô.
Que presente você ganhou que nunca esqueceu: "Seja honesto. Sempre!", disse meu pai.
Time que torce: Tricolor dos Pampas.
Pratica atividade física: futebol.
Estilo musical: Prefiro o Nativista, mas aprecio um pouco de tudo.
Hábito que não abre mão: ler tudo que me interessa.
Um hábito que quer se livrar: profiro alguns palavrões, de maneira alterada, quando assisto a alguns jogos do Grêmio.
Qual a paisagem natural que mais impressiona você: o Rio Uruguai. Aquelas águas tem encanto, um poder incomum, levam consigo toda tensão e trazem muita paz à alma.
Projeto de viagem: quero conhecer as pirâmides do Egito. Acho fascinante todas histórias e mistérios da Quéops, Gizé, Miquerinos... É muito interessante.
Qual a maior virtude de uma pessoa: o conhecimento. Ponto final.
O que você não tolera: qualquer abuso é inaceitável, mas contra crianças, é impronunciável. Muitas morrem por dentro no começo da vida e passam toda existência aprisionadas.
Receita de sucesso: quando alcançar minha maior meta, talvez possa considerar. Entretanto, tenho certeza que retidão, dedicação e amor pelo que se faz estão na lista.
Um nome de sucesso: Ayrton Senna. Acho esse cara sensacional, em todos os sentidos.
Participa ou já participou de um clube de serviços? Não. Sou atual presidente do Bloco Kafetões aqui de Três de Maio. Não é clube de serviço, no entanto, ano passado doamos mais de meia tonelada de alimentos e produtos de limpeza ao "Lar dos Idosos" com ajuda de toda comunidade. Este ano, com ajuda de alguns empresários da cidade, foram doadas camisetas ao projeto "Pelotão Mirim" da Brigada Militar e mais de R$1.600,00. Está para sair nos próximos dias uma rifa para ajudar com as despesas médicas da Ana Paula Almeida, qual já convido os amigos a contribuírem.
Um sonho de consumo: gostaria de comprar a Rede Globo e transformá-la numa empresa de reciclagem.
Ponto positivo de sua cidade: as pessoas. O três-maiense é especial. 
E o negativo: pouco ou nenhum incentivo à cultura.
Seus aplausos vão para: meus pais. São as duas melhores pessoas que já conheci.
Nota zero para: para nada. "Cada pessoa só pode dar o que tem."




Indicar a
um Amigo

Comentários

Deixe a sua opinião

Veja Também

19/05/2017   |
12/05/2017   |
06/05/2017   |
20/04/2017   |
13/04/2017   |
07/04/2017   |




Todos os direitos reservados - Jornal Semanal - Três de Maio - RS