Terça-feira, 19 de novembro de 2019
Ano XXXI - Edição 1584
(55) 3535-1033
jsemanal@jsemanal.com.br
diagramacao@jsemanal.com.br

Moradores do Jardim das Acácias criam iniciativas para tornar bairro mais seguro

14/12/2018 - Por Jornal Semanal
Tweet Compartilhar
Entre as ações está um grupo e um aplicativo no Whats, e a Rede Comunitária de Segurança, com uso de câmeras de monitoramento em locais estratégicos
O Bairro Jardim das Acácias passa a contar com um aplicativo de uso exclusivo dos moradores para ajudar na comunicação instantânea de pessoas e veículos estranhos. Preocupado com o aumento das ocorrências de furtos e também pela circulação de pessoas estranhas ou com atitudes suspeitas, o presidente da Associação dos Moradores do Bairro Jardim das Acácias (AMJA) e policial militar, Michael Zdruikoski, formou um grupo no WhatsApp dos moradores do bairro.
Segundo Michael, logo após este grupo, foi desenvolvido um aplicativo próprio para os moradores do bairro, e, dentro dele, está o ícone denominado Vizinhos em Alerta. 
O policial militar conta que o grupo foi ficando cada vez maior, pela crescente adesão dos moradores. Diante disto, pensando como poderiam contribuir ainda mais, os moradores solicitaram que houvesse uma reunião na comunidade para viabilizar a criação de uma Associação de Moradores que representasse a todos, inclusive sobre outras demandas. "Desde então passou-se a trabalhar para que tal pleito fosse possível", informou, agradecendo a colaboração espontânea da vereadora Lúcia Calegaro Marmitt (moradora do bairro) e dos demais moradores envolvidos.

Até fevereiro, 32 câmeras de monitoramento devem ser instaladas
Em diversas reuniões da diretoria da Associação, foram amplamente discutidos assuntos e propostas pensando sempre na coletividade, destaca Michael. Entre as ações propostas, foi sugerido o cercamento eletrônico do Bairro inteiro, com câmeras distribuídas em locais estratégicos e, com acesso aos moradores 24h. 
Até fevereiro, a previsão é instalar 32 câmeras de moni-toramento em pontos estratégicos e de maior circulação de pessoas e veículos; formando assim uma Rede Comunitária de Segurança, explica Michael. 
Ele ressalta que não haverá "uma empresa específica monitorando o bairro", mas sim, de 200 a 400 moradores com os olhos voltados para a segurança do bairro, sendo muito mais eficaz, além de envolver "os vizinhos" com questões do próprio local onde residem.
As câmeras irão gravar mesmo sem energia por um determinado tempo. E, as despesas com a aquisição dos equipamentos serão custeadas pelos próprios moradores. "É um projeto novo e desafiador, não há outro igual em nossa região Noroeste de um bairro inteiro monitorado. Hoje temos câmeras pela cidade, mas nos bairros ainda não".
Ele ressalta que todas essas ações que estão ocorrendo no Bairro Jardim das Acácias só foram possíveis pelo empenho e dedicação de todos os integrantes da diretoria e dos moradores que sempre dão sugestões e opiniões sobre as demandas da coletividade."Além de informações sobre a segurança dos moradores, o aplicativo AMJA também disponibiliza oferta de produtos e serviços locais (do bairro), compra e venda, entre outras utilidades. E, ainda, a Associação conta ainda com páginas no Instagram e Facebook para ajudar na comunicação e divulgação de seus trabalhos juntos aos moradores.


Moradores se reuniram na noite de 28 de novembro, em assembleia da Associação dos Moradores do Bairro Jardim das Acácias em Três de Maio, quando debateram as propostas como cercamento eletrônico do bairro, aplicativo  e demandas de interesse coletivo



Indicar a
um Amigo

Comentários

Deixe a sua opinião

Veja Também

14/11/2019   |
08/11/2019   |
08/11/2019   |
08/11/2019   |
01/11/2019   |
01/11/2019   |




Todos os direitos reservados - Jornal Semanal - Três de Maio - RS