Quinta-feira, 27 de junho de 2019
Ano XXXI - Edição 1563
(55) 3535-1033
jsemanal@jsemanal.com.br
diagramacao@jsemanal.com.br

Com apenas 10% da área plantada, excesso de chuvas atrasa plantio de trigo

31/05/2019 - Por Jornal Semanal
Tweet Compartilhar
Em anos normais, percentual semeado nesta época seria de 40 a 60%. Em maio, volume de chuva supera 300 milímetros em Três de Maio 

Os produtores de trigo do Rio Grande do Sul enfrentam atraso no plantio por causa da chuva excessiva do mês de maio. Na maioria das regiões, as precipitações estão muito acima da média dos municípios, a exemplo de Três de Maio, no Noroeste, em que, durante o mês (até a madrugada de quinta, 30), choveu o equivalente a 332 milímetros. 
Para dar uma ideia do atraso no plantio, basta comparar com o ano passado. Nesta época, entre 40% a 60% do trigo já estava plantado na safra anterior no município. Este ano, apenas 10% da área foi plantada, de uma área estimada em 8,5 mil hectares. 
Segundo o chefe do Escritório Municipal da Emater, Leonardo Rustick, a preocupação é a adversidade climática, mas, o período de plantio está dentro do zoneamento agrícola, que se encerra em 30 de junho. A área plantada é praticamente a mesma da safra passada; e o rendimento inicial esperado é de 3 mil quilos por hectare.
Leonardo explica que o fenômeno El Niño também deve estar presente na primavera e isto significa que os volumes de chuva devem continuar acima da média. "O trigo não tolera muita umidade. O clima ideal para o desenvolvimento da cultura é seco e frio", aponta. 

Excesso de chuva deixa o solo encharcado, dificultando o plantio de trigo e prejudicando pastagens para o gado leiteiro



Indicar a
um Amigo

Comentários

Deixe a sua opinião

Veja Também

14/06/2019   |
29/03/2019   |
15/02/2019   |
14/12/2018   |
28/09/2018   |




Todos os direitos reservados - Jornal Semanal - Três de Maio - RS