Domingo, 20 de agosto de 2017
Ano XXIX - Edição 1471
(55) 3535-1033
jsemanal@jsemanal.com.br
diagramacao@jsemanal.com.br

Estresse de fim de ano

21/12/2012 - Por Yara Lampert
Tweet Compartilhar
Com as festas de fim do ano, é comum as pessoas se sentirem estressadas, pois além do trabalho diário, também acumulamos outras atividades, como relatórios finais de trabalho ou de faculdade, rematrícula das escolas dos filhos, compras de presentes e organização da casa para os festejos de fim de ano. Além destes afazeres, temos de conciliar os preparativos para as férias, sim, estas também precisam ser planejadas. Tanta coisa a fazer gera uma impressão de atraso diante dos afazeres. Nem sempre sabemos respeitar o tempo do corpo e pulamos os momentos de repouso. Tudo isso, gera correria e gastos, podendo causar o "Estresse de fim de ano". 
Em casos mais extremos pode gerar mal estar e prejuízo para a saúde. Dores de cabeça, azias, problemas estomacais, alergia, dores pelo corpo, pressão alta e insônia são comuns nesta época do ano.

Efeito Psicológico
"Quanto ao efeito psicológico desta correria do fim de ano, a pessoa pode ficar depressiva, que é uma depressão sazonal, ou seja, do período. A pessoa pode não se sentir no clima das festas ou acreditar que não há motivos para tantas comemorações", explica a psicóloga Marcia Riah.  Já para o psicoterapeuta João José Brades, os mais ansiosos ou perfeccionistas podem sofrer mais com o estresse de fim de ano. "Por este motivo, é importante saber que as atividades precisam ser alternadas com momentos de lazer, relaxamento e atividade física".

Pesquisa
Estudos e pesquisas, da Associação Internacional para o gerenciamento do estresse, indicam que o estresse na época de Natal e das festividades do fim de ano, pode aumentar. A pesquisa foi realizada com mais de 500 pessoas, entre 25 e 55 anos, e mostrou que os brasileiros vivenciam um aumento de até 75% em seu nível de estresse no período que antecede o Natal e Ano Novo.

Nostalgia das festas...
As pessoas sentem-se mais nostálgicas porque muitas memórias são relembradas e as relações renovadas. Durante as festas de fim de ano, famílias e amigos ficam juntos para celebrar e se conectar. Mesmo de longe, amigos e familiares, podem reaver o contato através de ligações, emails, cartões e postagens em sites. As festas lembram-nos de tempos especiais e para alguns trazem de volta memórias da infância e da juventude.  Essas são algumas das razões de porquê as pessoas que estão longe de casa são especialmente propensas a sentirem-se nostálgicas e porque tantas pessoas viajam para estar com a família e amigos durante este período do ano.  Geralmente, pessoas nostálgicas não são mais alegres ou tristes do que as pessoas menos nostálgicas, elas apenas sentem as emoções mais intensamente.

Dicas para controlar o estresse de fim de ano
- É necessário saber dizer não para compromissos que você sabe que não conseguirá cumprir ou que exigirão muita energia para sua realização.
- Outra coisa que pode funcionar é delegar funções. "Não tente fazer tudo sozinho, distribua tarefas para as pessoas que estão envolvidas nas situações.
- Pergunte-se: minha presença na festa é indispensável? Este compromisso contribuirá com as minhas relações sociais, com o meu bem-estar e com o bem-estar da minha família? Posso deixar essa tarefa para depois do período de festas? Você pode se surpreender ao realizar este exercício e descobrir que muita coisa pode esperar até o início do ano, quando o ritmo é mais calmo.
- Por último: Encare este período com leveza e paciência, pois esse estresse é passageiro.

Fonte: www.arcauniversal.com.br;
www.stresdefinaldeanoglobo.com.br;
www.pesquisastress.com.br



Indicar a
um Amigo

Comentários

Deixe a sua opinião

Veja Também

18/08/2017   |
11/08/2017   |
04/08/2017   |
28/07/2017   |
21/07/2017   |
14/07/2017   |




Todos os direitos reservados - Jornal Semanal - Três de Maio - RS