Terça-feira, 31 de março de 2020
Ano XXXI - Edição 1600
(55) 3535-1033
jsemanal@jsemanal.com.br
diagramacao@jsemanal.com.br

Botafogo Esporte Clube chega aos 60 anos

20/03/2020 - Por Jornal Semanal
Tweet Compartilhar
Clube segue na ativa com equipes dos veteranos e a escolinha de categorias de base

Para comemorar seus 60 anos completados no dia 18 de março, o clube promoveu no final de semana, dias 13 e 14 de março, uma programação especial. Na sexta-feira, foi realizado um jantar na sede do alvi-negro, anexo ao estádio Estrelão. Para o presidente Marcos Henrique Kleinert, o jantar teve como objetivo reunir ex-atletas, ex-presidentes, amigos e o plantel atual para confraternizar e ouvir relatos da época em que o clube participava de campeonatos estaduais em nível profissional. Já no sábado, no clube Buricá, foi realizado um grande baile com Rogério Magrão e Banda.
Atualmente a diretoria do Botafogo tem como presidente, Marcos Henrique Kleinert; vice, Alexandre Classmann e Marcelo Knüppe; secretário, Alexandre Ergang; vice, Gerson Souza; tesoureiro, Marcelo Cervo e vice, Oldair Fávero. A diretoria dos Veteranos tem como presidente, Ademir Zaharko (Cabelo); vice, Sevenir Sklar, e tesoureiro, Oldair Fávero.
O departamento de esporte do Botafogo continua ativo com a equipe dos Veteranos que, atualmente, tem 36 integrantes, e a Escolinha Categoria de Base, hoje com 136 crianças inscritas, distribuídas nas categorias Sub-8, Sub-10, Sub-12, Sub-14 e Sub-15, que participa ativamente de campeonatos em toda a região. A Escolinha de Base tem como coordenador Luis Pereira, (Nena) e como técnico/professor, Carlos do Rosário (Carlão), e Matheus Casali, como representante dos pais.

Equipe tricampeã Estadual Amador do RS - Marau, no ano de 1980

Botafogo E.C. "Preto e Branco até Morrer"
O Clube da "estrela solitária", ou "pintiafogo", como é conhecido, foi fundado em 18 de março de 1960, sendo fruto da união de muitas famílias: Cassol, Schardong, Cereser, Bonamigo, Tomasi, Kockhann, Manjabosco, Ullmann, Fleck, Becker, Dahlen, entre muitas outras. A primeira diretoria teve como presidente Marcelino Cassol (único que ainda está vivo); presidente de honra vitalício Brutus Portinho Nessi e patrono Hugo Schardong (Tio Hugo). O hino do clube é de autoria do professor Arduíno Dalsenter.
Já passaram pela presidência Arnildo Stein, Osvaldo Fleck, Arnaldo Langaro, Miron Paulo Beck, Astor Alfredo Beck, José Freddo Neto, Neri Setembrino Jahn, Roque Edison Redel, Arnoldo Bogo, Ronaldo Wendland, Clóvis Eduardo Tomasi (duas gestões), Jorge Luiz Wächter, Antônio Breitenbach, André Bohn, Almir Zimermann, Argemiro Machado Pereira e Marcos Henrique Kleinert, atual presidente. No ano de 1962, foi eleito presidente João Sabino Bonfada, que exerceu a presidência por cerca de cinco meses, quando assumiu em seu lugar Adolfo Kochhann (já falecido).
Entre muitas competições a nível local, regional e estadual, se pode destacar, entre tantas outras, a participação no campeonato estadual em nível profissional, organizado pela Federação Gaúcha de Futebol, nos anos de 1970, 1971 e 1972, quando obteve classificação a nível regional. Já no ano de 1986, voltou ao cenário profissional, agora na 2ª Divisão, disputando o campeonato ainda nos anos de 1987, 1988, 1989, 1990 e 1991.
O Estádio Estrelão foi inagurado em 26 de maio de 1986 com capacidade para 2.050 pessoas. Já foi palco de grandes competições e também de jogos memoráveis da Associação Três-maiense de Futebol, numa fusão do Botafogo e Oriental.

Primeiro presidente do Botafogo, Marcelino Cassol, que no dia 16 de março completou 93 anos, e seu filho, Guto Cassol completou 51 anos

Jesus Maria G. da Silva (Jesus sapateiro), 87 anos, foi autor do primeiro gol do Botal. Ele também jogou pelo Oriental

4 títulos de campeão estadual na categoria amador
- Em 1965, em Palmeira das Missões, contra o Palmeirense, vencendo a partida final 2x1, gols de Flávio e Neri. Equipe: Jorge, Baú, Orlando. Pé de Aço, Tigrinho, Runcke, Vildemar, Clóvis, Mário Dick, Casali, Flávio, Camilo, Kao e Neri. Presidente e treinador: Marcelino Cassol.
- Em 1967 o bicampeonato, em Campo Bom. O resultado das duas partidas foram: Em Três de Maio: 3x2 para o Botafogo. Em Campo Bom: 3x1 para o 15 de novembro. Na prorrogação empate sem gol. A decisão foi para as penalidades máximas. Na época, somente um atleta batia os pênaltis. O atleta botafoguense, Flávio Fasolo converteu as cincos cobranças. O Botafogo sagrava-se o bicampeão, jogando com, Jorge, Gaúcho, Lali, Valter Branco, Pé de Aço, Tigrinho, Chico, Aniceto, Mário Dick, Clóvis, Olívio, Flávio, Antoninho, Camilo, Ardenghe e Neri. Presidente Osvaldo Fleck. Treinador: Marcelino Cassol.
- Em 1980, em Marau, o Botafogo conquistava o tricampeonato. Participaram do quadrangular final as equipes do Grêmio Marau, Strassburger de Crissiumal, Ferreira, de Cachoeira do Sul e Botafogo, de Três de Maio. O gol que deu o título ao Botafogo foi marcado por Tarcisio Cassol. Equipe: Antônio, Derli, Lautério, Nena, Tabajara, Alemão, Danilo, Perinazzo, Tarcisio, Hélio, Zamberlam. Reservas: Celito, Vicente, Müller, Vilson Foleto, Paulo Cassol, Décio e Guto Cassol. Presidente licenciado Neri Setembrino Jahn. Presidente Interino: Jorge Luiz Wächter. Técnico: Camilo Dionisio Kehrwald.
- Em 1985, em Ivoti, o Preto e Branco, é Tetracampeão invicto do quadrangular, que teve as equipes do Botafogo, Ivoti, Avenida, de Soledade e Arroio Grande, de Arroio Grande. O gol foi marcado por Hélio Cassol. Equipe: Ernani, Nena, Nelson, Bolivar, Machado, Alemão, Ademir, Leivinha, Tarcísio, Hélio, Dalmás, Perinazzo, Busanelo, Jesus, Zamberlam, Fipo, Neca, Tiecher, Chiquinho e Borbolha. Presidente: José Freddo Neto. Treinador: Ademir Dahlem.

Da esquerda para direita, Marcos Kleinert, atual presidente do Botafogo, Ronald Wendland, Clóvis E. Tomasi, Almir Zimermann e Argemiro Pereira, ex-presidentes

Luis Pereira (Nena), coordenador da Escolinha de Base do Botafogo, e Carlos do Rosário (Carlão) coordenador técnico das escolinhas

Sevenir, vice-presidente dos Veteranos, entregou um mimo para o ex- atleta Camilo Kerwald, que também foi treinador em 1980, na conquista em Marau. Ademir Zaharko (Cabelo), presidente dos Veteranos, entregou mimo ao ex-atleta do Botafogo, Olívio Casali

Marcos Henrique Kleinert, presidente do Botafogo E.C.

Registro de ex-atletas presentes na confraternização da última sexta-feira

CURIOSIDADES
- Um jogador botafoguense chamado Sandro Blum, obteve o privilégio de seguir carreira de jogador profissional. "O passe do jogador foi vendido por R$ 150.00,00. Descontado o valor de R$ 27.000,00 pagos à GV Assessoria Esportiva, de Gilmar Veloz, e R$ 13.000,00 dos direitos do passe ao atleta Sandro, restaram ao clube R$ 110.00,00. Deduzindo despesas, dívidas, conforme relação aprovada, o Clube possui hoje aplicados no Banco Banrisul, para vencimento em 10/07/95, a quantia de R$ 54.348,40 e Banco do Brasil, também em 10/07/95, R$ 40.900,65, totalizando naquela época o total de R$ 95.249,05.
EM TEMPO: Sandro foi vendido ao grupo Parmalat que patrocinava o E.C. Palmeiras-SP e o E.C. Juventude, de Caxias do Sul. Jogou inicialmente no Juventude, posteriormente foi promovido ao Grêmio e Palmeiras-SP. Jogou ainda no Atlético Mineiro, Esporte Recife e acabou a carreira no E.C. Novo Hamburgo. O presidente do Botafogo E.C. e responsável por essa negociação histórica foi Astor Alfredo Beck.
- E por falar em clássicos Botais, segundo dados pesquisados pelo ex-atleta e ex-treinador do Botafogo, Luiz César Fasolo, foram jogados 75 clássicos, com 18 vitórias do Oriental, 28 vitórias do Botafogo e 29 empates.
- O primeiro Botal foi realizado no estádio da Baixada. Vitória do Oriental pelo escore mínimo. Gol do centroavante Venenoso.
- O segundo Botal foi realizado no estádio Municipal. O resultado foi um empate em um gol. Para o Botafogo, o gol foi marcado pelo ponteiro esquerdo Jesus Maria Gonçalves da Silva. Grande JESUS, o jogador mais velho ainda vivo. Para o alvi-verde o gol foi do atleta Tatata.
- Em 1996 foi criada a Escolinha de Futebol Amador do Botafogo E.C. O início das atividades foi em 20 de abril de 1996, na gestão do presidente Clóvis Eduardo Tomasi. Hoje a escolinnha conta com 136 atletas de cinco a 15 anos.



Indicar a
um Amigo

Comentários

Deixe a sua opinião

Veja Também

20/03/2020   |
20/03/2020   |
29/11/2019   |
29/11/2019   |
14/11/2019   |




Todos os direitos reservados - Jornal Semanal - Três de Maio - RS