Terça-feira, 21 de maio de 2019
Ano XXX - Edição 1558
(55) 3535-1033
jsemanal@jsemanal.com.br
diagramacao@jsemanal.com.br

Economia para Consumo

18/01/2013 - Por João Seno
Tweet Compartilhar
À GUISA DE COMENTÁRIO -  FAZER MAIS COM MENOS  -  Os homens públicos geralmente não adotam essa medida. Muitos fazem menos com mais. E o povo que se dane. Temos que concordar que os gastos públicos são altos e o retorno muitas vezes é pequeno. As obras custam muitos milhões e quase sempre bilhões. E os resultados são ínfimos. Isso nos remete às obras exigidas pela FIFA para a realização da Copa do Mundo no Brasil: estádios de primeiro mundo, bancados quase todos pelo governo federal com o dinheiro do povo. E, depois da Copa, muitos estádios nunca mais vão encher. Vão virar elefantes brancos. E não são apenas os estádios, existe também a exigência de obras de infraestrutura no entorno dos estádios e todo complexo infraestrutural. Vamos pagar de novo, os contribuintes, a mula roubada.

A FRASE  -  "A posse na Câmara do petista José Genoíno, sentenciado por corrupção ativa e formação de quadrilha no julgamento do mensalão, é legítima do ponto de vista legal, inócua na prática e vergonhosa sob os todos os aspectos". Autor: Hugo Marques. "Tenho a consciência serena e tranquila dos inocentes." José Genoíno.

DISCRIMINAÇÃO:  Talvez,  seja   discriminação,  talvez  não seja, aumentar 9% os aposentados com um salário mínimo e os que ganham mais do que um mínimo, proporcionar apenas 6,20?%. Inicialmente, anunciava-se 6,15% de correção.

CÁLCULOS ANTECIPADOS -  A Conab prevê até 10%  maior a área plantada de soja na presente safra, no Rio Grande do Sul.  E já se antecipa  o volume da safra de grãos 2012/2013. A previsão é que tenhamos a maior safra de grãos da história, podendo até superar a dos  Estados Unidos. O problema é o clima. Tudo vai depender do clima, porque em algumas regiões do País não está chovendo regularmente. É preciso ter cautela para anunciar uma superssafra.

NADA DE RACIONAMENTO  - Racionamento nem falar: esta é a posição do ministro das Minas e Energia. Há problemas em obras do setor energético, mas não existe o perigo de apagões, embora os empresários gaúchos estejam temerosos de que isso possa vir a acontecer ainda neste verão. O ministro também garantiu que os 20% de barateamento da energia  prometida pela presidente Dilma está garantido, a partir de fevereiro. Há quem fale em aumento da energia. E isso vai afetar a economia e o emprego para mais ou para menos. Quem tem razão?

OPOSIÇÃO  -  Entendo que ela deva existir, sim. Mas toda oposição tem que ser educada e não botar os pés pelas mãos. E isso nem sempre acontece. A gente conhece a oposição, quando ela vai para o outro lado do balcão.
E A POSSE DO HUGO CHÁVEZ?    Que estardalhaço, se fosse num país de democracia plena! Foi o dia em que o presidente não participou da posse. Que tal!

BOM DE VOCABULÁRIO  - Para meu gáudio estão cobrando vocabulário correto: afrodescendente, apenado e pessoa  com deficiência, ao invés de negro, preso e deficiente físico. Só que não pode haver preconceito em matéria de vocabulário. Bobagem!

O PISO NACIONAL DO MAGISTÉRIO: Passou de R$ 1.451,00 para R$ 1.566,48, arredondando R$ 1.567,00.  Um aumento de 7,97%. Houve chiadeira.



Indicar a
um Amigo

Comentários

Deixe a sua opinião

Veja Também

17/05/2019   |
10/05/2019   |
04/05/2019   |
26/04/2019   |
12/04/2019   |
05/04/2019   |




Todos os direitos reservados - Jornal Semanal - Três de Maio - RS