Quarta-feira, 19 de dezembro de 2018
Ano XXX - Edição 1538
(55) 3535-1033
jsemanal@jsemanal.com.br
diagramacao@jsemanal.com.br

Agricultores têm até fim de fevereiro para contratar crédito emergencial

25/01/2013 - Por Jornal Semanal
Tweet Compartilhar
Empréstimo pode chegar até R$ 10 mil

Na última semana foram apresentadas  algumas medidas de incentivos a agricultura, através da Política Nacional de Irrigação. Uma delas é a medida que busca aumentar a produtividade no campo e reduzir a dependência dos efeitos climáticos ao incentivar a ampliação da área irrigada no Brasil. A partir de agora, projetos públicos e privados de irrigação podem receber incentivos fiscais, entre eles, as prioritárias para o desenvolvimento regional.

Existe ainda a previsão de que o Governo crie estímulos à contratação de seguro rural por produtores que pratiquem a agricultura irrigada. As novas tecnologias de irrigação são ferramentas importantes para impulsionar a produtividade agrícola de pequenas, médias e grandes propriedades rurais.  A execução da política de irrigação é para tornar mais intensivo o uso da terra nesses estabelecimentos, reduzindo a pressão por novos espaços.


Crédito emergencial

Outra medida é a facilidade com o crédito emergencial rural no valor de até R$ 10 mil, destinado para recuperação do que foi perdido com a seca. Este ainda pode ser contratado pelos agricultores dos municípios que decretaram situação de emergência devido a última seca no Estado. O prazo limite para a contratação com o banco, que encerraria dia 31 de janeiro, foi prorrogada, nesta semana, por 30 dias.

A linha de crédito emergencial pode ser paga em 10 anos, com três anos de carência. A taxa de juros é de 1% ao ano e se o agricultor pagar em dia, ainda tem um desconto de 20% no valor da parcela.

O recurso é destinado para recuperação do que foi perdido com a seca, por isso, a necessidade de uma avaliação técnica. O dinheiro só é liberado depois da aprovação do projeto, que pode ser feita por técnicos dos sindicatos de trabalhadores rurais ou entidades ligadas ao setor.

Em todo o Estado, só a Emater já garantiu, desde o início do programa, em julho de 2012, a liberação de R$ 130 milhões. A maioria do recurso foi destinada à irrigação e recuperação de solo. Pelo menos 120 mil agricultores deverão ser beneficiados pela medida.




Indicar a
um Amigo

Comentários

Deixe a sua opinião

Veja Também

14/12/2018   |
28/09/2018   |
27/07/2018   |
18/05/2018   |
27/04/2018   |
02/03/2018   |




Todos os direitos reservados - Jornal Semanal - Três de Maio - RS