Terça-feira, 18 de junho de 2019
Ano XXXI - Edição 1562
(55) 3535-1033
jsemanal@jsemanal.com.br
diagramacao@jsemanal.com.br

Misael Bueno: dos campos de Três de Maio para a Arena

22/02/2013 - Por Jornal Semanal
Tweet Compartilhar
Volante do Grêmio, que já atuou na Seleção Brasileira, conquista seu espaço no futebol gaúcho e brasileiro

O sonho de criança que se tornou realidade. O menino Misael Bueno que corria atrás da bola na infância, nos campos de futebol de Três de Maio agora é um atleta profissional, jogador do time principal do Grêmio Foot-Ball Porto-Alegrense. Um ídolo e um exemplo a ser seguido pela garotada que curte futebol.
Misael tem 18 anos, é natural de Três de Maio, filho de Pedro e Sueli. De origem humilde, o garoto viveu com a família no Bairro Palmares, até por volta dos 10-11 anos de idade. Estudou na escola municipal Germano Dockhorn, em uma escola no interior em Quaraim e depois na Escola Glória Veronese - Ciep.
Aos sete anos, ele começou a jogar futsal, no projeto Genoma Colorado, coordenado pelo técnico Alexandre Ott, um dos grandes incentivadores de Misael no início da carreira.


O início da carreira
O talento do garoto surpreendeu o técnico, que junto com os familiares do atleta - o pai Pedro e o tio Marcelo - levaram o garoto para o Grêmio de Porto Alegre. Ele tinha 11 anos. Na época, a família fez uma ação entre amigos para angariar recursos para que o garoto pudesse de manter  nas categorias de base do Grêmio.
Ele foi e não voltou mais. São sete anos dedicados ao futebol gremista.


Subindo de categoria
No clube, ele foi subindo de categorias, passando pelo junior, infantil, juvenil, até chegar a principal. Além disto, também integrou a seleção brasileira de futebol nas categorias sub 15, sub 17 e sub 20. Na sub 17, fez um gol na Copa Sul-Americana e ajudou a seleção a conquistar o título de campeão sul-americano. Também disputou jogos na África do Sul - na copa das 8 Nações; na Espanha e no Catar. Na competição da África, foi eleito o melhor jogador, e ganhou uma medalha de Nelson Mandela (ex-presidente da África do Sul). Além destes, tem vários títulos conquistados nas categorias de base como Tricampeão Gaúcho e Bicampeão Brasileiro juvenil.
No início de 2012, Misael passou a integrar a equipe principal do Grêmio, na posição de volante. Em entrevista ao jornal Semanal, ele disse que o objetivo é conquistar a titularidade no clube. "Estou conquistando meu espaço e me firmando no Grêmio. Considero o clube a minha segunda casa. Foi no Grêmio que dei meus primeiros passos e quero continuar ali".


Laços com as origens
Em Porto Alegre, o jogador mora com o tio Marcelo, a quem considera um irmão. A  amizade e os laços de amor que mantém com a família são muito fortes. Misael aproveita as horas de folga e feriados para visitar a cidade natal. Em Três de Maio recebe o carinho da família e dos amigos. "Aqui é o lugar que eu venho para descansar. Tenho muito orgulho do lugar onde nasci. Não tenho vergonha da minha origem", revela.
O pai revela que Misael tem um sonho de investir em Três de Maio, e criar escolinhas de futebol. "Num mundo onde tantos perigos ameaçam a infância, o esporte é o melhor caminho para as crianças. E o exemplo do Misael serve de incentivo para a gurizada praticar o futebol".


Fã de Gilberto Silva
O gremista conta que na profissão, se espelha na experiência do jogador Gilberto Silva. "Apesar dele não estar mais no Grêmio, continua sendo meu exemplo porque me ensinou muitas coisas boas, me deu vários conselhos, e nós dois atuamos na mesma posição, volante. Além de ser ótimo jogador, é uma excelente pessoa. Também admiro outros volantes gremistas, que são o Souza e o Zé Roberto".
Sobre o técnico Vanderlei Luxemburgo, o três-maiense revela que ele é gente boa. "Nos treinos, Luxemburgo faz o trabalho dele, dá ordens, é exigente e até xinga. Mas nos momentos de descontração, ele também faz brincadeiras".
Depois de uns dias de folga em Três de Maio na última semana, Misael retornou aos treinos na segunda-feira. Os treinos são diários e puxados, uma vez que o Grêmio está disputando o Gauchão e a Libertadores. "Estou inscrito na Libertadores e tenho muita expectativa de jogar no campeonato. Estou esperando as oportunidades".
Com uma carreira promissora, o volante confessa que já recebeu propostas de times estrangeiros, mas que no momento, permanecerá no Grêmio. Ele segue o conselho do pai Pedro. "Agora, o importante é despontar no Grêmio. Ainda sou novo e vão surgir várias propostas", diz Misael.



FOTO: ALINE GEHM
Em visita ao jornal Semanal, o tio Marcelo, Misael e o pai Pedro



Indicar a
um Amigo

Comentários

Deixe a sua opinião

Veja Também

14/06/2019   |
14/06/2019   |
07/06/2019   |
31/05/2019   |
24/05/2019   |
24/05/2019   |




Todos os direitos reservados - Jornal Semanal - Três de Maio - RS