Sábado, 27 de maio de 2017
Ano XXIX - Edição 1458
(55) 3535-1033
jsemanal@jsemanal.com.br
diagramacao@jsemanal.com.br

Mais cirurgias eletivas poderão ser encaminhadas em Três de Maio

26/03/2013 - Por Jornal Semanal
Tweet Compartilhar
O delegado da 14ª Coordenadoria Regional de Saúde, Antônio de Paula, confirmou que Três de Maio será contemplada com mais procedimentos cirúrgicos eletivos. O anúncio foi feito na segunda-feira, 18, em sessão ordinária da Câmara de Vereadores do município. Esta é uma estratégia do Ministério da Saúde para aumentar o acesso aos procedimentos cirúrgicos eletivos no âmbito do Sistema Único de Saúde (SUS) no período de junho de 2012 a junho de 2013.

Segundo o secretário da Saúde, Valdemar Fonseca, o projeto municipal prevê 40 cirurgias eletivas, estimadas em R$ 71.688,18. Destas, 32 são de média complexidade, que serão realizadas no Hospital São Vicente de Paulo e outras oito são de alta complexidade, que serão encaminhadas para o Hospital Vida e Saúde de Santa Rosa.

Ainda, conforme o secretário, o município aguarda a autorização para realizar os encaminhamentos. Fonseca adianta que há uma relação de pessoas a serem encaminhadas para realizar estas cirurgias. "A fila é de 490 pessoas e não 40. Nós realizamos cirurgias eletivas todos os meses. Esta é uma campanha extra do Ministério da Saúde", explica.

As cirurgias eletivas são aquelas em que não há urgência, ou seja, as datas das cirurgias podem ser programadas. A política nacional para as cirurgias eletivas prevê três componentes, divididos por prioridades. Na ordem, são eles: componente I, cirurgia de catarata; componente II, especialidades e procedimentos prioritários em ortopedia, otorrinolaringologia, urologia, vascular e oftalmologia; e componente III, procedimentos definidos pelo gestor de saúde.

De acordo com um levantamento da Secretaria Estadual da Saúde, em setembro de 2012, as principais prioridades para cirurgias eletivas no Estado, apontadas pelos municípios, são, na ordem, as especialidades em cirurgia geral, traumato-ortopedia e otorrinolaringologia. Para o RS foram liberados mais de R$ 32 milhões para atender esta demanda de cirurgias.





Indicar a
um Amigo

Comentários

Deixe a sua opinião

Veja Também

19/05/2017   |
13/04/2017   |
10/04/2017   |
24/03/2017   |
20/01/2017   |
14/10/2016   |




Todos os direitos reservados - Jornal Semanal - Três de Maio - RS